Hamilton diz que problema na China o deixou mais forte

Lewis Hamilton afirmou nestaquinta-feira que não ter conseguido assegurar o título daFórmula 1 no Grande Prêmio da China deste mês o deixou maistranquilo e forte para a decisiva corrida em Interlagos nopróximo fim de semana. "Definitivamente não fiquei mais nervoso. Isso tirou apressão dos meus ombros e acho que depois disso fiquei aindamais forte", disse o piloto de 22 anos da McLaren em entrevistacoletiva na quinta-feira. "Achei que isso pudesse abalar a minha confiança e medeixar para baixo, mas parei para pensar no fim de semana eacho que agora eu estou ainda mais forte do que estava, sejapor qualquer razão", acrescentou. "Foi uma boa experiência de aprendizado e me sinto bemdiferente aqui em comparação à última corrida. Na últimacorrida toda a pressão estava sobre mim, e desde quinta-feiranão foi um grande fim de semana." "Mas me sinto totalmente tranquilo agora e muito confiantena equipe, em nossa habilidade de lutar pelo título", disseHamilton, que descansou na casa de seus pais na Inglaterra apósvoltar da China. Hamilton lidera o campeonato com quatro pontos de vantagempara o companheiro de equipe Fernando Alonso, com o finlandêsKimi Raikkonen, da Ferrari, mais três pontos atrás. O estreante tinha 12 pontos de vantagem para Alonso antesda corrida em Xangai, mas não conseguiu marcar pontos apósbater na proteção de pneus. Raikkonen venceu e Alonso foi osegundo.

ALAN BALDWIN, REUTERS

18 de outubro de 2007 | 16h38

Tudo o que sabemos sobre:
FIMCLARENHAMILTONCHINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.