Hamilton diz que problemas nos pneus são 'inaceitáveis'

Lewis Hamilton e Sergio Pérez fizeram coro contra os problemas dos pneus da Pirelli verificados durante o GP da Inglaterra, em Silverstone, neste domingo. Os dois pilotos, além de Felipe Massa e Jean-Eric Vergne, tiveram o mesmo pneu traseiro esquerdo estourado sem causa aparente.

AE, Agência Estado

30 de junho de 2013 | 12h17

"A segurança é a maior preocupação. Isto é inaceitável", afirmou Hamilton, que largou na pole position, mas caiu para o último lugar quando o pneu explodiu na 8ª volta. O inglês, que acabou chegando em quarto lugar em uma boa corrida de recuperação, fez duras críticas a Pirelli, principalmente depois do polêmico teste do qual participou com a fornecedora de pneus da Fórmula 1.

"Nós fizemos aquele teste para desenvolver e melhorar os pneus e interromper estes acontecimentos. E, mesmo depois daquele teste, eles não fizeram nada", reclamou o inglês - o polêmico e irregular teste acabou causando uma advertência à Mercedes. "Alguém poderia ter sofrido um acidente. Eu estava pensando, quando estava logo atrás do safety car, que alguma coisa só é feita quando alguém se machuca", afirmou.

Também prejudicado pelas explosões nos pneus, Pérez teve menos sorte que Hamilton. Ele teve problemas nas voltas finais e não conseguiu voltar à corrida. "Isto é inaceitável, estamos arriscando nossas vidas e não devemos ficar esperando até que alguma coisa aconteça com alguém", criticou o piloto mexicano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.