Hamilton e Alonso são punidos após prova na Malásia

Pilotos se envolveram em colisão a pouco mais de dez voltas para o encerramento da corrida

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 10h24

KUALA LUMPUR - Os comissários de pista do GP da Malásia, realizado no Autódromo Internacional de Sepang, decidiram adicionar 20 segundo no tempo de corrida de Lewis Hamilton, da McLaren, e de Fernando Alonso, da Ferrari, por conta de incidente ocorrido durante a corrida deste domingo.

 

Hamilton foi penalizado por fazer mais de uma mudança de direção quando tentava defender a sua posição do ataque de Alonso. O espanhol recebeu a mesma punição por causar uma batida com o piloto britânico durante a disputa, que pode ser considerada o mais novo incidente da rivalidade entre os dois pilotos.

 

A punição altera o resultado final do GP da Malásia, que foi vencido pelo alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. O japonês Kamui Kobayashi, da Sauber, herdou a sétima posição e o piloto da McLaren caiu para o oitavo lugar. Já Alonso manteve a sexta colocação.

 

Os ex-companheiros de equipe estavam brigando por um lugar no pódio, com pouco mais de dez voltas para o encerramento da corrida quando Alonso atingiu a roda traseira de Hamilton, perdendo parte da asa dianteira da sua Ferrari. O espanhol precisou parar imediatamente nos boxes enquanto o inglês caiu de rendimento e foi facilmente ultrapassado por outros pilotos.

 

Apesar de suas punições semelhantes, os dois pilotos deixaram a Malásia com emoções conflitantes: Hamilton descreveu a corrida como um "desastre" ''e questionou a estratégia de sua equipe, enquanto Alonso comemorou a competitividade da Ferrari na corrida.

 

"Isso é corrida [a batida], mas isso não foi o maior problema para mim", disse Hamilton. "A nossa estratégia não foi boa. Então, [a batida] realmente não importa. Tenho certeza de que não foi importante. Mas realmente a estratégia foi o principal fator".

 

Hamilton disse que sua pit stops foram mais cedo do que ele queria. Ele estava em segundo lugar, apenas 3,9 segundos atrás do líder Sebastian Vettel, na metade da corrida, mas foi ultrapassado pelo companheiro de equipe Jenson Button, após o terceiro pit stop e posteriormente sofreu o acidente com Alonso.

 

Enquanto Button conseguiu fazer as últimas 19 voltas com um jogo de pneus em bom ritmo, Hamilton teve muita dificuldade, saindo da pista e sendo ultrapassado por Felipe Massa, da Ferrari, Nick Heidfeld, da Renault, e Mark Webber, da Red Bull. "Foi um desastre ... Foi uma corrida realmente terrível", disse. "Eu tive uma corrida horrível, para ser honesto, foi absolutamente horrível. Mas isso é corrida".

 

Alonso revelou mais otimismo, apesar do sexto lugar. "[A batida] custou-me talvez o pódio hoje", disse Alonso. Mas o espanhol acrescentou que o carro estava "muito melhor hoje. Nós estávamos lutando com as McLaren, com Webber, assim foi uma surpresa para nós .. Foi uma boa surpresa hoje, lutar com eles".

 

Alonso e Hamilton foram companheiros na McLaren em 2007, mas a relação entre o espanhol e o então estreante britânico rapidamente se deteriorou e Alonso voltou à Renault em 2008 antes de ingressar na Ferrari em 2010.

 

Veja também:

linkVettel domina GP da Malásia e vence segunda em 2011

linkMassa: erro da Ferrari impediu briga pelo pódio

linkVettel se diz orgulhoso após segunda vitória

linkRÁDIO - Ouça a narração da bandeirada final na Malásia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.