Silvia Izquierdo/ AP
Silvia Izquierdo/ AP

Hamilton é punido no GP do Brasil e Carlos Sainz Jr. fatura 1º pódio na F-1

Piloto da Mercedes contou com o acréscimo de cinco segundos em seu tempo final após bater em Alexander Albon

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

17 de novembro de 2019 | 17h56

Lewis Hamilton perdeu seu lugar no pódio no GP do Brasil de Fórmula 1, neste domingo. Poucos minutos após terminar a corrida em Interlagos na terceira colocação, o piloto da Mercedes foi punido com o acréscimo de cinco segundos em seu tempo final de corrida. Assim, o espanhol Carlos Sainz Junior obteve o terceiro lugar na prova, após largar da última posição.

O inglês teve acrescido cinco segundos em seu tempo final de prova. Desta forma, trocou o terceiro pelo sétimo lugar em São Paulo. Hamilton sofreu a punição após tocar no tailandês Alexander Albon, na penúltima volta. O piloto da Red Bull, que sonhava com o primeiro pódio, cruzou a linha de chegada somente em 14º.

Já o hexacampeão seguiu na pista e fez disputa metro a metro com o francês Pierre Gasly, que conseguiu chegar à frente. O piloto da Toro Rosso também obteve seu primeiro pódio na F-1. A vitória neste domingo ficou com o holandês Max Verstappen, da Red Bull.

Ao herdar o lugar no pódio, Carlos Sainz coroou a grande performance exibida neste domingo em Interlagos. Com problemas no motor da McLaren no treino classificatório, ele não conseguiu sair dos boxes e precisou largar da 20ª e última posição do grid.

Exibindo performance consistente do início ao fim, o espanhol de 25 anos terminou em quarto lugar e contou com a punição a Hamilton para faturar seu primeiro pódio em sua quinta temporada na F-1. Trata-se do primeiro pódio da McLaren desde o GP da Austrália de 2014.

A sanção a Hamilton beneficiou também o finlandês Kimi Raikkonen, o italiano Antonio Giovinazzi e o australiano Daniel Ricciardo. O trio ganhou uma posição cada, para o quarto, quinto e sexto lugares, respectivamente.   

Confira abaixo a classificação atualizada do GP do Brasil:

1º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1h33min014s678

2º – Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso), + 6s077

3º – Carlos Sainz Jr. (ESP/McLaren), +8s896

4º – Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo), +9s452

5º – Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), +10s201

6º – Daniel Ricciardo (AUS/Renault), +10s541

7º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), +6s139

8º – Lando Norris (ING/McLaren), +11s204

9º – Sergio Pérez (MEX/Racing Point), +11s529

10º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), +11s931

11º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), + 12s732

12 – George Russell (GBR/Williams), +13s059

13 – Romain Grosjean (FRA/Haas), +13s599

14º – Alexander Albon (THA/Red Bull), +14s247

15º – Nico Hülkenberg (ALE/Renault), +14s927

16 – Robert Kubica (POL/Williams), + 1 volta

Não completaram a prova:

Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)

Charles Leclerc (MON/Ferrari)

Lance Stroll (CAN/Racing Point)

Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.