Hamad I Homammed / Reuters
Hamad I Homammed / Reuters

Hamilton elogia Verstappen e já prevê novo duelo para a temporada 2022

Piloto britânico também destaca o trabalho da Mercedes: 'me sinto honrado de poder fazer parte desta jornada com eles'

Redação, Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2021 | 13h08

A perda do oitavo título mundial da Fórmula 1 na última volta para Max Verstappen não abalou a elegância do inglês Lewis Hamilton. O piloto da Mercedes cumprimentou o rival da Red Bull e elogiou seu trabalho, além de destacar a determinação de sua equipe durante toda a temporada.

"Em primeiro lugar, eu preciso dar os parabéns ao Max e para toda a sua equipe, eles fizeram um excelente trabalho. Minha equipe, todos da fábrica e todos que estiveram aqui trabalharam tão duro este ano todo, foi uma temporada muito difícil, mas estou orgulhoso de todos eles, me sinto honrado de poder fazer parte desta jornada com eles", disse o britânico, que já vislumbrou um novo confronto em 2022.

Lewis Hamilton, por pouco, não conseguiu cruzar a linha de chegada em primeiro lugar e conquistar o oitavo título da carreira, tornando-se, de forma isolada, o maior campeão da Fórmula 1 de todos os tempos. Como a vitória em Abu Dabi não veio, Hamilton mantém as sete conquistas mundiais junto com Michael Schumacher, ex-piloto e que se recupera há anos de um acidente. 

"Nós demos tudo, especialmente nesta última parte da temporada, e acho que isso é o mais importante para mim. Tenho me sentindo bem no carro, especialmente nestes últimos dois meses. Então, veremos o que vai acontecer no ano que vem", completou o piloto inglês, que vai completar 37 anos no próximo dia 7.

Único a usar máscara contra a covid-19 no pódio, Hamilton aproveitou para deixar uma mensagem. "Ainda vivemos numa pandemia e só desejo que toda a gente esteja segura e tenha um bom Natal com as suas famílias. Veremos como será o próximo ano." Em 2021, Lewis levantou algumas bandeiras sociais e as levou para dentro da F-1. Ele se posiciona contra o racismo e pelos direitos às minorias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.