Hamilton festeja pole-position na China, mas prevê corrida complicada

Piloto inglês afirma que a prova será difícil por causa das diferentes estratégias das equipes

Agência Estado,

13 de abril de 2013 | 09h48

XANGAI - Lewis Hamilton não escondeu a alegria pela pole position conquistada neste sábado. O inglês, no entanto, admitiu que espera por uma corrida muito disputada neste domingo, na China, principalmente por causa das diferentes estratégias das equipes.

"A pole é um grande resultado para nós hoje. Alcançar um resultado como este em minha terceira corrida [pela Mercedes] me dá uma ótima sensação. Eu estou em êxtase", comemorou o piloto, que deixou a McLaren no fim do ano passado. "Nenhum de nós na equipe esperávamos por este resultado neste momento da temporada, então é como se fosse um bônus".

Mas, passada a empolgação, o inglês ponderou que a corrida deverá ter algumas surpresas por causa das estratégias dos pilotos. Alguns, como o tricampeão Sebastian Vettel, preservou os pneus macios e terminou o treino com os médios para ter vantagem nas primeiras voltas da corrida - largará em 9º.

Hamilton, por sua vez, vai sair com compostos macios. "Seria ótimo se eu puder converter a pole na primeira colocação amanhã, mas sabemos que será uma corrida desafiadora. Somos realistas a respeito disso. Os pneus macios não vão durar muito tempo. E, como alguns vão largar com médios, será interessante ver como a corrida será disputada."

Companheiro de Hamilton na Mercedes, Nico Rosberg disse estar satisfeito com o quarto lugar no grid, mas lamentou um erro cometido em sua volta final. "Eu cometi um pequeno erro na última curva, o que pode ter me custado alguns décimos e umas duas posições", avaliou o alemão, vencedor do GP da China em 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.