Hamilton festeja 'última sexta da temporada' e prevê briga apertada

Hamilton festeja 'última sexta da temporada' e prevê briga apertada

Campeão mundial afirma que disputa na corrida final do ano, em Abu Dabi, no domingo, será acirrada contra a Ferrari

Estadão Conteúdo

24 Novembro 2017 | 18h14

Depois de terminar na liderança o dia de treinos livres do GP de Abu Dabi, Lewis Hamilton afirmou "estar feliz por esta ser a última sexta-feira da temporada" de Fórmula 1 e deixou claro que espera por uma disputa apertada da Mercedes com a Ferrari na sessão qualificatória para o grid deste sábado e também na corrida de domingo, ambas marcadas para começar às 11 horas (de Brasília).

+ Vettel celebra desempenho da Ferrari nos treinos

+ Verstappen comemora segundo da carreira na categoria

"Nós completamos muitas voltas hoje e fizemos um bom progresso com o equilíbrio do carro. Temos um pouco de trabalho a fazer, mas sinto que somos bem competitivos aqui", afirmou o piloto inglês, que correrá com o tetracampeonato mundial assegurado há um bom tempo e agora espera terminar o ano com uma vitória para coroar a sua gloriosa campanha.

E ele não espera vida fácil principalmente em sua disputa com o alemão Sebastian Vettel, vice-líder do Mundial e que ainda luta para garantir o vice-campeonato - 22 pontos atrás do alemão, o finlandês Valtteri Bottas ainda tem chance matemática de alcançar o ferrarista.

"Ainda está bem apertada (a batalha com a Ferrari), mas gosto disso", disse o britânico, para em seguida festejar o fato de que correrá com um equipamento de segurança preparado para a prova final de 2017. "Especialmente para o fim de semana, tenho um capacete folheado a ouro pelo título mundial, e sou muito grato por isso", reforçou.

Antes de liderar o segundo treino livre do GP de Abu Dabi, Hamilton foi superado por Vettel na primeira sessão desta sexta, quando terminou na vice-liderança após o alemão assumir a ponta nos minutos finais deste trabalho inicial de pista nos Emirados Árabes Unidos.

Mais conteúdo sobre:
Lewis Hamilton Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.