Mark Dadswell/Reuters
Mark Dadswell/Reuters

Hamilton ganha o GP da Austrália e Nasr faz história na Fórmula 1

Brasileiro é o primeiro a pontuar em uma estreia na F-1 com 5º lugar

Rafael Fiuza, O Estado de S. Paulo

15 Março 2015 | 06h55

A temporada de Fórmula 1 começou com vitória de Lewis Hamilton e domínio absoluto da Mercedes como esperado após os testes de início de ano. Mas,  os holofotes estavam virados para outro piloto. Com uma estreia brilhante no Grande Prêmio da Austrália, Felipe Nasr fez uma largada irretocável com a Sauber, segurou o ímpeto de Daniel Ricciardo e se tornou o melhor brasileiro em uma estreia na categoria ao cruzar a linha de chegada em quinto lugar.

O estreante não foi o único brasileiro a marcar pontos em Melborne. Após largar em terceiro, Felipe Massa perdeu a posição para Vettel nos boxes e acabou na quarta posição na corrida que terminou com apenas onze carros.

A próxima etapa será em duas semanas, no dia 29 de março, no circuito de Sepang, na Malásia. Até lá é esperado o retorno de Fernando Alonso após o acidente na Espanha e a estreia dos carros da equipe Manor.


CORRIDA

Como praxe, o Grande Prêmio da Austrália reservou muita emoção para pilotos e torcedores da Fórmula 1. A Manor anunciou previamente que não teria tempo suficiente para colocar os carros na pista. Com a ausência de Valtteri Bottas, sem condições de disputa por dores nas costas, Felipe Massa seria o único representante da Williams.

Na volta de reconhecimento, a McLaren de Kevin Magnussen e a RBR de Daniil Kvyat tiveram problemas e não largaram. Com isso, apenas 15 carros ficaram alinhados na primeira prova da temporada.

Com uma grande oportunidade de fazer história, Felipe Nasr fez bela largada e pulou para o 6º lugar antes do fim da primeira curva, após largar na décima posição. Um toque do brasileiro em Maldonado fez com que o venezuelano abandonasse a disputa. Logo após foi a vez do companheiro Grosjean deixar a Lotus no guardrail. Com safety car na pista, apenas 13 carros continuaram a corrida. E na relargada, Felipe Nasr conquistou a quinta posição.

Com as Mercedes se distanciando e ganhando quase um segundo por volta, restava aos outros onze pilotos da pista uma corrida a parte. Com pequena vantagem sobre Vettel, Massa acabou ultrapassado nos boxes, após a troca de pneus. Raikkonen, que havia colocado os macios, acabou sendo prejudicado por uma roda solta quase no fim da corrida e teve que abandonar a prova.

O brasileiro da Williams até tentou se aproximar da Ferrari do alemão, mas o desgaste nos pneus não deixou a diferença diminuir e a quarta posição foi mantida até o fim deixando Vettel dividir o pódio com os pilotos da Mercedes.

Com a melhor colocação de um brasileiro estreante na Fórmula 1, Felipe Nasr teria apenas uma missão para conquistar a posição: segurar o ímpeto de Daniel Ricciardo, com um carro melhor e a poucos segundos do brasileiro. Com uma prova impecável, Nasr se manteve a frente do australiano até a bandeirada final, algo impensável dias atrás quando esteve ameaçado de não entrar na pista devido aos problemas judiciais da equipe com o ex-piloto Van der Garde.

Na frente, Hamilton não teve dificuldades para vencer o Grande Prêmio. Sem ameaças de Nico Rosberg, que não conseguia tirar a diferença, o britânico conduziu a Mercedes para a primeira vitória na temporada, a 34ª na carreira e iniciou o caminho rumo ao tricampeonato mundial.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO GP DA AUSTRÁLIA:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), em 1h31min54s067

2º - Nico Rosberg (ALE/Mercedes), a 1s360

3º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 34s523

4º - Felipe Massa (BRA/Williams), a 38s196

5º - Felipe Nasr (BRA/Sauber), a 1min35s149

6º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), a 1 volta

7º - Nico Hülkenberg (ALE/Force India), a 1 volta

8º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), a 1 volta

9º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), a 1 volta

10º - Sergio Pérez (MEX/Force India), a 1 volta

11º - Jenson Button (ING/McLaren), a 2 voltas

Não completaram a prova:

Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari)

Max Verstappen (HOL/Toro Rosso)

Romain Grosjean (FRA/Lotus)

Pastor Maldonado (VEN/Lotus)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.