VALDRIN XHEMAJ/EFE
VALDRIN XHEMAJ/EFE

Hamilton lamenta 'dia difícil', mas mostra confiança no Azerbaijão

Inglês fez apenas o décima tempo nos treinos livres em Baku

Estadão Conteúdo

23 de junho de 2017 | 20h58

A sexta-feira definitivamente não transcorreu como Lewis Hamilton esperava. O piloto da Mercedes encontrou dificuldades no primeiro dia de treinos livres para o GP do Azerbaijão, em Baku, e se colocou muito distante dos primeiros colocados da atividade. O inglês lamentou a atuação, mas fez questão de demonstrar otimismo para a sequência do fim de semana.

"Foi um dia difícil para nós. Este circuito é difícil e nós tivemos alguns desafios que tentamos superar. Claramente, ainda temos muito trabalho para o treino de classificação, mas o tempo do Valtteri (Bottas) na segunda sessão foi promissor, então, há um ajuste para o carro, o que é encorajador. Agora, é apenas o caso de dar as mãos esta noite para trabalhar e extrair o melhor ajuste para o fim de semana", projetou.

Longe de seus melhores desempenhos, Hamilton cravou o quinto melhor tempo da manhã, com 1min45s497. À tarde, enfrentou muitas dificuldades com os pneus supermacios e foi ainda pior, terminando apenas na décima colocação, com 1min44s525.

Companheiro de Hamilton, Valtteri Bottas foi melhor do que o inglês e conseguiu a segunda melhor marca do dia, com 1min43s462. Por isso, a análise do finlandês sobre a atividade também foi mais otimista do que a do colega.

"A primeira sessão foi complicada, estávamos sofrendo com o ajuste do carro, não muito balanceado. Foi um bom treino, mas para a segunda sessão, fizemos algumas mudanças e o carro definitivamente ficou mais confortável. Estamos indo na direção certa e espero que possamos dar outro passo à noite. Vamos trabalhar duro para poder lutar pela pole position", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.