Lars Baron/Reuters
Lars Baron/Reuters

Hamilton lamenta situação da pandemia: 'Meus pensamentos e orações estão com os brasileiros'

Piloto inglês cita sofrimento gerado pela covid-19 e revela torcer pela melhora da situação no País

Redação, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2021 | 10h40

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton revelou nesta terça-feira que tem orado e torcido para a situação da pandemia da covid-19 melhorar no Brasil. Em postagem no Instagram, o piloto inglês da Mercedes disse estar preocupado com o elevado número de mortes e contaminações pela doença e lamenta que os brasileiros têm sido atingidos de forma tão devastadora pelo problema.

"Estou tão triste que o Brasil está sendo atingido de forma tão dura por essa pandemia. Meus pensamentos e orações estão com os brasileiros e as famílias que estão sofrendo agora. Minhas orações são para todos vocês", escreveu o piloto. Hamilton venceu a primeira prova da temporada, no Bahrein, realizada no fim de março. No próximo fim de semana a categoria se reúne para a segunda etapa do calendário, em Ímola.

Na última segunda-feira, o Brasil registrou 1.738 novas mortes pela covid-19 e teve o recorde da média móvel. A marca de 3.125 é a maior registrada desde o ínicio da pandemia. Os dados diários são do consórcio de veículos de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde.

Hamilton é fã do Brasil, principalmente pela forte admiração por Ayrton Senna. O inglês já revelou ter o País como um dos destinos favoritos e recentemente até planejava tirar férias nos Lençóis Maranhenses. Hamilton conquistou justamente no GP do Brasil o primeiro título da carreira, em 2008, quando superou a concorrência com Felipe Massa.

Na mesma postagem no Instagram, o piloto enviou também um recado aos fãs indianos. "Eu sei que vocês também estão sofrendo agora com a pandemia. Minhas orações estão com todos vocês", escreveu. Hamilton, inclusive, teve a covid-19 no fim do ano passado e chegou a perder o GP do Sakhir, a penúltima etapa, enquanto se recuperava. Por causa da doença, ele perdeu 4 kg e teve dificuldades para retomar a forma física.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.