Paul Crock/AFP
Paul Crock/AFP

Hamilton lidera dobradinha da Mercedes no 1º treino livre do GP da Austrália

Finlandês Valtteri Bottas foi quem mais se aproximou do britânico (1min24s026), ao cravar o tempo de 1min24s771

O Estado de S. Paulo

23 Março 2018 | 00h14

A temporada 2018 da Fórmula 1 começou como terminou o campeonato de 2017. Na noite desta quinta-feira (no horário de Brasília), o britânico Lewis Hamilton, o atual campeão da categoria, foi o mais rápido no primeiro treino livre para o GP da Austrália, realizada no circuito de Melbourne.

+ ESPECIAL: Guia da temporada 2018 da Fórmula 1

Hamilton chega ao campeonato de 2018 com quatro títulos somados, tentando se distanciar do rival Sebastian Vettel, piloto alemão da Ferrari, que também soma quatro conquistas. E o domínio da Mercedes na primeira sessão oficial da Fórmula 1 em 2018 mostrou que o objetivo parece ser muito factível.

Com o domínio da sessão, Hamilton garantiu o primeiro lugar da atividade com a marca de 1min24s026. E ele comandou uma dobradinha da Mercedes, pois o finlandês Valtteri Bottas foi quem mais se aproximou dele ao cravar o tempo de 1min24s771, ficando na segunda posição.

Os pilotos da Mercedes foram seguidos pela disputa acirrada entre os carros de Red Bull e da Ferrari, que optou por não utilizar os compostos ultramacios no primeiro treino livre em Melbourne. E quem se deu melhor entre eles foi o holandês Max Verstappen, da Red Bull, que fez a marca de 1min24s771.

O finlandês Kimi Raikkonen teve o melhor desempenho da Ferrari, em quarto lugar, com 1min24s875. Logo depois, veio Vettel, seu companheiro de equipe e que venceu o GP da Austrália no ano passado, mas iniciou as atividades em Melbourne apenas na quinta posição ao ser o último piloto a fazer uma volta em menos de 1min25 - ele cravou 1min24s995.

Daniel Ricciardo, correndo em casa na abertura da temporada da Fórmula 1, ficou na sexta posição. Ele foi seguido pela Haas do francês Romain Grosjean, que foi o sétimo mais rápido, exibindo consistência.

A McLaren, que agora utiliza motores fornecidos pela Renault após o fracasso da parceria com a Honda, enfrentou problemas durante quase todo o primeiro treino livre para o GP da Austrália. Mas o espanhol Fernando Alonso deu uma resposta no final ao garantir a oitava colocação, duas posições à frente do belga Stoffel Vandoorne, seu companheiro de equipe. Entre eles, se posicionou o espanhol Carlos Sainz Jr., da Renault, em nono lugar.

Os pilotos voltam a acelerar no circuito de Albert Park, em Melbourne, às 2 horas (de Brasília) desta sexta-feira, quando será realizado o segundo treino livre. A sessão de classificação está agendada para as 3 horas de sábado. Já a largada para o GP da Austrália ocorrerá às 3 horas de domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.