CLIVE ROSE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP
CLIVE ROSE / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / Getty Images via AFP

Hamilton garante que Mercedes ainda vai incomodar adversários nesta temporada da Fórmula 1

Após um início de ano difícil para sua equipe, piloto britânico alcança o pódio no GP do Canadá e enxerga potencial em seu carro

Redação, Estadão Conteúdo

20 de junho de 2022 | 13h05

Terceiro colocado no GP do Canadá de Fórmula 1 neste domingo, no circuito Gilles Villeneuve, o inglês Lewis Hamilton mudou completamente a postura desanimada das primeiras corridas do ano ao garantir que a Mercedes está em evolução e pode incomodar os líderes ainda nesta temporada.

"É ótimo estar no meio da batalha", disse Hamilton, antes de mandar recado para as concorrentes. "Por um segundo eu estava meio que acompanhando esses caras. Deu a mim e à equipe muita esperança de que há mais por vir deste carro, o potencial está lá."

Além do pódio de Hamilton, a Mercedes ainda viu o companheiro George Russel cruzar em quarto. Foram boas ultrapassagens ao longo da corrida da escuderia, mas vale ressaltar que Sérgio Perez, com a Red Bull, abandonou, e Charles Leclerc, da Ferrari, largou somente do 19° lugar. Ambos poderiam também estar na frente da equipe.

Mesmo assim, Hamilton não esconde sua motivação. De acordo com o heptacampeão inglês, já se sabe o que é preciso para a equipe voltar a disputar vitórias na Fórmula 1 após começo desastroso com um carro lento e desequilibrado.

"Quando você alcança uma distância completa de corrida, descobre muito do carro. Muito a tirar desta corrida, tem confiabilidade muito boa e foi um ótimo trabalho da equipe", seguiu o inglês. "Só temos de manter nossas cabeças abaixadas. Eu sei onde estou perdendo para esses caras, então é aí que vou focar no ataque para melhorar."

A próxima etapa da Fórmula 1 acontece daqui duas semanas. O Grande Prêmio da Grã-Bretanha está marcado para o dia 3 de junho e Hamilton espera se descartar na prova local, no circuito de Silverstone, para tentar ameaçar a soberania atual de Red Bull e Ferrari.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.