Hamilton minimiza ponta na F-1 e quer consistência no GP da Europa

O piloto da McLaren venceu a última etapa, no Canadá, e assumiu a ponta do campeonato, com 88 pontos

AE, Agência Estado

16 de junho de 2012 | 18h21

Lewis Hamilton chega em alta para o GP da Europa de Fórmula 1, que será disputado no próximo dia 24, em Valência, na Espanha. O piloto da McLaren venceu a última etapa do Mundial, no Canadá, e assumiu a liderança do campeonato, com 88 pontos. Para ele, no entanto, a pequena vantagem sobre o segundo colocado Fernando Alonso, de apenas dois pontos, faz com que a ponta seja quase irrelevante.

"Minha vitória em Montreal foi, obviamente, muito satisfatória para mim, mas, na verdade, pouco alterou o Mundial. Primeiramente, apesar de estar feliz em liderar o campeonato, estou apenas dois pontos à frente do Alonso, o que é nada, principalmente quando se tem tantos pilotos forte separados por poucos pontos. Então ainda há muito pela frente", declarou.

Hamilton foi o sétimo piloto diferente a vencer uma etapa neste Mundial, em sete corridas disputadas. Para ser superior aos concorrentes em meio a tanto equilíbrio e levar seu segundo título - conquistou o primeiro em 2008 -, o inglês apontou que precisará de consistência até o final da temporada.

"A intensidade do campeonato deste ano faz com que haja poucos espaços para respirar. Podemos ter vencido no Canadá, mas há muita pressão para continuar tendo bons resultados a cada corrida. Acho que a consistência, mais do que bons resultados individuais, será a chave para vencer o campeonato, então precisamos voltar de Valência com outro bom resultado", avaliou.

Se Hamilton vive grande momento na temporada, seu companheiro de McLaren atravessa má fase. Jenson Button foi apenas o 16.º em Montreal, depois de terminar na mesma colocação em Mônaco, na etapa anterior. Com isso, o inglês caiu para a oitava posição no Mundial e espera iniciar sua recuperação em Valência.

"As últimas corridas não trouxeram os resultados que eu gostaria, mas ainda faltam 13 provas. Tivemos sete vencedores diferentes nas etapas e nenhum líder do campeonato conseguiu se distanciar. Então, espero conseguir um bom resultado e me restabelecer no próximo final de semana para voltar a brigar pelo título", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.