Loren Elliott/Reuters
Loren Elliott/Reuters

Hamilton nega reclamação sobre Russell no GP da Austrália de F-1

Heptacampeão mundial ameniza situação após dizer que Mercedes o deixou em 'situação muito difícil'

Redação, Estadão Conteúdo

10 de abril de 2022 | 15h02

Fora do pódio no GP da Austrália (terminou em quarto lugar) e ultrapassado pelo companheiro George Russell após um safety car, o piloto Lewis Hamilton precisou explicar uma polêmica mensagem de rádio feita no fim da corrida. O britânico afirmou que a equipe da Mercedes o deixou em uma "situação muito difícil", mas garantiu que a fala não foi por causa da estratégia da Mercedes que levou Russell ao terceiro lugar. Segundo Hamilton, ele estava bravo por um problema em seu carro.

"Não pude lutar pelo terceiro lugar porque o motor estava superaquecendo, então tive que recuar", afirmou o heptacampeão ao ser questionado se a ordem da equipe o havia contrariado. "Precisei ficar atrás, mas conquistamos o máximo de pontos que pudemos como equipe e isso é ótimo."

Na corrida, Hamilton largou em quinto lugar e ganhou duas posições no início, mas foi ultrapassado por George Russell, que terminou a prova na terceira colocação. Ele adotou ainda uma política de boa vizinhança ao falar do desempenho do companheiro de equipe. "Fez um ótimo trabalho e pude ver um pouco da batalha dele", comentou o britânico, que considerou positivo o desempenho da escuderia na Austrália.

"Foi um grande resultado. Tive um pouco de infelicidade com o Safety Car, mas acho que fizemos um ótimo trabalho, principalmente se considerarmos o déficit de ritmo que apresentamos em relação aos concorrentes à frente."

O resultado deste domingo coloca a Mercedes em segundo lugar no Mundial de Construtores com 64 pontos. A Ferrari lidera a classificação com 104. O que Hamilton espera agora, é uma evolução na performance que aproxime a equipe dos principais rivais.

"Esse é o objetivo. Enquanto ainda temos esses problemas, temos que maximizar nossos pontos e foi isso que fizemos aqui em Melbourne." Na classificação geral de pilotos, George Russell aparece em segundo lugar com 37 pontos. Hamilton ocupa o quinto posto com 28. O líder na tabela é o ferrarista Charles Leclerc com 71 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.