Mark Thompson/AFP Photo
Mark Thompson/AFP Photo

Hamilton parabeniza Mercedes e admite surpresa por passividade de Vettel

'Foi uma das corridas mais divertidas que disputei', disse o piloto da Mercedes

Estadão Conteúdo

22 Outubro 2017 | 20h46

O britânico Lewis Hamilton venceu o GP dos Estados Unidos de Fórmula 1, em Austin, neste domingo, e deu um passo importante para obter o título da temporada. Viu, ainda, a Mercedes conquistar o Mundial de Construtores. A equipe confirmou o domínio da temporada ao assegurar antecipadamente o título ao chegar aos 575 pontos, contra os 428 da Ferrari. Foi a sua quarta conquista consecutiva, feito que fez Hamilton parabenizar o time.

+ Leia mais notícias sobre velocidade

+ Hamilton vence GP dos EUA, mas Vettel é segundo e impede título antecipado

Assim, com uma mão na taça, sobraram motivos para Hamilton celebrar após a prova no Circuito das Américas. "Gostaria de dizer um grande parabéns para todos no time e todos na fábrica. Tivemos um grande impulso neste ano e estamos realmente mais unidos", declarou o britânico.

Hamilton também avaliou a corrida e a sua disputa com Sebastian Vettel. Depois de largar na pole, o britânico perdeu a posição na largada e a retomou algumas voltas depois sem grande dificuldade, o que até chamou a sua atenção.

"Foi uma das corridas mais divertidas que disputei", garante. "Foi uma reminiscência de 2012, vendo Sebastian na frente e a proximidade de uma batalha real. Foi o que procurei e o que mais gostei. Fiquei um pouco surpreso porque ele não se defendeu mais, embora tenha sido justo."

O resultado deste domingo deixou Hamilton bem próximo do título da temporada. Está com 331 pontos, contra 265 de Vettel, e precisa apenas de um quinto lugar nas três provas restantes - México, Brasil e Abu Dabi - para ser campeão pela quarta vez na Fórmula 1.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Fórmula 1 Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.