Henry Romero/Reuters
Henry Romero/Reuters

Hamilton participa de luta livre no México e 'dá surra' em Místico

Tricampeão da F-1 participa de evento e simula luta com mexicano

O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2015 | 11h34

Lewis Hamilton está curtindo muito o tricampeonato mundial da Fórmula 1. Menos de uma semana após a conquista, ele está no México para o GP local. Mas enquanto os treinos não chegam, ele se arrisca em um sucesso daquele país: a luta livre. O inglês da Mercedes foi convidado para evento na madrugada de quinta-feira e, depois de ver um show de golpes, foi para o ringue e deu uma 'surra' em Místico, lutador mexicano de 32 anos. 

Claro que tudo foi combinado. Mas o inglês aprendeu de pressa os golpes da luta livre e encantou o público ao jogar Místico para as cordas, voar no peito do rival e levá-lo ao nocaute. Como prêmio, levou um crânio, em alusão ao dia dos Mortos que será comemorado domingo, justamente na data do GP do México.

O piloto ainda disputou uma partida de pebolim e tocou violão ao lado de uma banda de Mariachis. O ídolo do futebol mexicano, Oribe Peralta, acompanhou as aventuras do piloto.

"Eu já tinha visto isso (luta livre) na TV, nos filmes, mas estar lá, no ringue, foi muito legal", disse Hamilton. "Eles falavam apenas para eu fazer uma manobra muito simples, mas queria realmente mostrar golpes. Espero que tenham ficado impressionados com os meus movimentos de luta," afirmou, sorrindo. "Talvez quando eu me aposentar vou voltar aqui."

Sobre a corrida na nova pista, não teve dúvidas em revelar suas ambições: "Eu quero muito ganhar, principalmente quando é um novo Grande Prêmio, você quer sempre ser o primeiro a vencê-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.