Alexander Nemenov/AFP
Alexander Nemenov/AFP

Hamilton 'pegou leve' na largada com Bottas, que diz que 'estava sob controle'

Com dobradinha, equipe alemã abre vantagem ainda maior no Mundial de Construtores com 173 pontos contra 99 da Ferrari

Redação, Estadão Conteúdo

28 de abril de 2019 | 16h06

Depois de cravar a pole position para o GP do Azerbaijão, Valtteri Bottas venceu a corrida em Baku neste domingo e reassumiu a liderança do campeonato. O piloto da Mercedes segurou o companheiro Lewis Hamilton para cruzar a linha de chegada na ponta. "Lewis estava me colocando sob pressão o tempo todo, então eu não podia cometer erros, mas tudo estava tudo sob controle", comentou o finlandês.

"Na verdade, mesmo que não tenha acontecido muito lá na frente, foi uma corrida difícil", disse Bottas. O piloto também comemorou outra dobradinha da Mercedes, a quarta em quatro provas na temporada de 2019 da categoria máxima do automobilismo. "Isso significa muito, é incrível. Estou orgulhoso de fazer parte disso e todos nós estamos realmente muito bem", ressaltou.

Com o resultado, a equipe alemã abre vantagem ainda maior no Mundial de Construtores. Agora, a Mercedes soma 173 pontos, contra 99 da Ferrari e 64 da Red Bull. Entre os pilotos, Bottas lidera com 87, apenas um a mais que Hamilton. Já o ferrarista Sebastian Vettel está bem atrás com 52, um à frente do holandês Max Verstappen, da Red Bull. O monegasco Charles Leclerc, companheiro do alemão na Ferrari, é o quinto, com 47.

Além do ótimo resultado em termos de classificação, o finlandês também destacou a relevância pessoal da vitória em Baku, a sua segunda na atual temporada. "Para mim, é apenas a minha quinta vitória. É muito bom que está dando certo", celebrou.

Bottas também triunfou na abertura do campeonato, em Melbourne, onde ganhou o ponto extra pela volta mais rápida da prova, que o coloca na ponta. Nas etapas do Bahrein e da China, o piloto terminou em segundo, começando o ano com solidez. A ótima forma do finlandês foi uma boa notícia, depois de rendimento modesto em 2018, no qual não venceu. Sua última vitória fora em Abu Dabi, em 2017.

Hamilton elogiou o companheiro. "Valtteri fez um trabalho excepcional neste fim de semana. Fez uma corrida fantástica e não cometeu erros, então realmente mereceu a vitória. E eu não fiz meu trabalho na classificação, ele fez", disse.

O britânico também comentou o seu rendimento em Baku e disse que aliviou para Bottas no início da prova. "Foi um desempenho abaixo da minha parte, então eu preciso trabalhar duro. E na corrida eu peguei leve na curva 1, basicamente dei a posição ele", relatou.

Apesar do segundo posto, o pentacampeão se disse satisfeito. "Esta não é nossa corrida mais forte e sempre foi difícil para mim, então é um resultado muito bom. Tenho dificuldades aqui. Há certas corridas que são difíceis e há outras que não. Cheguei mais rápido no final, mas já era tarde demais. Mas para a equipe foi fantástico", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.