Hamilton quer conquistar título na pista, não no tapetão

O piloto da McLaren Lewis Hamiltondisse nesta segunda-feira que deseja conquistar o título daFórmula 1 na pista, e não semanas depois no tapetão. "Seria errado", afirmou o britânico de 22 anos, aindasofrendo os efeitos de uma noite difícil depois de deixarescapar o troféu de campeão por apenas um ponto na corrida dedomingo, no Grande Prêmio do Brasil. "Quero vencer na pista", declarou ele aos repórteres em seuquarto de hotel. "Você quer conseguir isso em grande estilo,você quer vencer a corrida, você quer ganhar lutando pelaliderança ou algo na corrida." "Ser promovido depois que algumas pessoas foram punidas nãoé a maneira que quero (ser campeão)." O estreante, primeiro piloto negro na F1 e favorito aotítulo antes da prova em Interlagos, perdeu para o finlandêsKimi Raikkonen, da Ferrari, após terminar em sétimo numa tardede pesadelo para ele em São Paulo. Raikkonen ganhou a corrida, mas a confirmação do título dofinlandês foi adiada por uma investigação dos fiscais da FIAsobre três carros que terminaram à frente de Hamilton. A McLaren disse que pretende recorrer da decisão dosfiscais, ocorrida ainda no domingo, de não penalizar NicoRosberg, da Williams, e os pilotos da BMW Sauber Nick Heidfelde Robert Kubica por suposta irregularidade na temperatura docombustível. Caso fossem desclassificados, Hamilton ficaria à frentedeles, assegurando os pontos necessários para se tornar ocampeão mundial. O britânico, vencedor de quatro corridas em uma estréiasensacional na temporada, disse que não se sentiria confortávelcom essa situação. "Seria estranho após Kimi fazer um trabalho fantástico nasúltimas duas corridas. Ele ganhou ontem e tirar isso é um poucocruel e provavelmente não é bom para o esporte", declarouHamilton. O britânico tinha sete pontos de vantagem sobre Raikkonen equatro sobre seu companheiro de equipe Fernando Alonso antes doGP do Brasil. "Ontem à noite, eu senti mais (a derrota), com certeza. Édifícil para todos, mas sempre existe um outro ano", disseHamilton. "Tenho só 22 anos, terei muitas oportunidades deganhar o campeonato."

ALAN BALDWIN, REUTERS

22 de outubro de 2007 | 17h30

Tudo o que sabemos sobre:
FIHAMITONNAPISTA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.