Darko Vojinovic / AP
Darko Vojinovic / AP

Hamilton revela que passou reto em curva após apertar 'botão mágico' sem querer

Britânico poderia ter pontuado e passado Verstappen na classificação, mas cometeu erro em momento crucial

Redação, Estadão Conteúdo

06 de junho de 2021 | 16h19

O estouro no pneu que tirou Max Verstappen, até então primeiro colocado, do GP do Azerbaijão, nas ruas de Baku, criou melhores condições para Lewis Hamilton tentar vencer a prova. Em segundo lugar na relargada após o abandono do rival, o inglês tentou ultrapassar o novo líder, Sergio Pérez, mas passou reto na curva, e a razão do acontecido é para se lamentar muito: Hamilton apertou um botão sem querer.

"Na relargada, quando o Pérez se defendeu, eu acidentalmente toquei em um botão que basicamente desliga os freios, e aí passei direto. Eu não fazia ideia que tinha tocado nesse botão", explicou o piloto, bastante frustrado com os pontos perdidos na corrida deste domingo.

O áudio de um diálogo entre ele e o engenheiro Peter Bonington mostra o espanto do piloto ao descobrir que estava com o que eles chamam de "botão mágico" ligado. "Eu podia jurar que tinha desligado", lamenta Hamilton, antes de ser respondido por Bonington: "Sim, você desligou, mas ligou novamente".

O botão em questão, usado para aquecer o sistema de frenagem e os pneus, costuma ser acionado na volta de apresentação, mas precisa ser desligado rapidamente, pois concentra todo o balanço do freio nas rodas dianteiras. Por isso, com o dispositivo acionado, o piloto perdeu o controle.

Se Hamilton lamenta ter jogado a corrida pelo ralo por um erro dele mesmo, o seu principal rival, Max Verstappen, se frustrou por um imprevisto que não pôde controlar. Durante a volta 47, o pneu traseiro esquerdo do carro explodiu e fez o piloto da Red Bull girar na pista. Líder naquele momento, ele teve que abandonar a corrida.

"É decepcionante o que aconteceu. Perdemos muitos pontos, poderíamos abrir uma vantagem no campeonato. Acontecer algo assim, e tão perto do fim, é muito frustrante", disse Verstappen. "Eu não tive indicação de nada até aquele momento. O pneu explodiu do nada e não é um impacto legal de se ter. Foi num ponto perigoso, com o pneu explodindo naquela velocidade. Eu estou bem, mas o carro não", completou.

Como os dois líderes da Fórmula 1 não pontuaram, a disputa pela ponta do campeonato segue igual: Verstappen na liderança, com 105 pontos, seguido por Hamilton, com 101. A novidade é o vencedor do GP do Azerbaijão, Sérgio Perez, em terceiro lugar, com 69 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.