Hamilton se diz satisfeito com o terceiro lugar

Quem ganhou foi Fernando Alonso, mas quem saiu do GP de Cingapura com o sentimento de vitória foi Lewis Hamilton, que terminou em terceiro e conseguiu ampliar sua vantagem sobre o vice-líder Felipe Massa para sete pontos.Veja também: Alonso surpreende e vence GP com trapalhada da Ferrari "Tentei imprimir um ritmo forte no começo, mas tive um problema com o pneu traseiro. Depois, perdi tempo na primeira parada, por causa dos carros que entravam e saiam - incluindo Massa [que era primeiro neste momento]. Mas a troca foi boa", disse Hamilton, se referindo ao incidente da Ferrari no reabastecimento do brasileiro.No final da corrida, com a bandeira amarela provocada pelo acidente de Adrian Sutil (Force India), o inglês ainda teve a chance de roubar de Nico Rosberg (Williams) o segundo lugar."No final, Rosberg estava muito bem, muito rápido, e foi difícil tentar ultrapassá-lo. Seria muito arriscado, e eu estou contente com a terceira posição", concluiu.ROSBERGO segundo lugar de Rosberg poderia até ter se transformado em vitória, caso o alemão não tivesse sido punido por ter realizado seu primeiro pit-stop com os boxes ainda fechados. "Quando entrei nos boxes, eu vi o Safety Car. Mas a equipe havia me chamado naquela volta", falou o piloto."Fiquei bastante chateado e achei que a minha corrida tinha acabado ali mesmo, mas depois percebi que poderia ser rápido e comecei a abrir distância para quem estava atrás de mim. Eu pilotei como se estivesse na classificação", contou Rosberg."Nós tivemos uma oportunidade neste final de semana, e deu tudo certo tanto para mim quanto para a equipe", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.