Laszlo Balogh/AP Photo
Laszlo Balogh/AP Photo

Hamilton se diz surpreso por ponta em treino: 'É um dos meus piores circuitos'

Líder do Mundial de Pilotos não demonstra muita animação com o GP da Rússia, em Sochi

Estadao Conteudo

28 de setembro de 2018 | 16h06

Líder do Mundial de Pilotos e vindo de quatro vitórias e um segundo lugar nas últimas cinco provas, Lewis Hamilton vive grande momento na Fórmula 1. A fase é tão boa que o piloto da Mercedes tem conseguido bons resultados até nos circuitos menos prováveis, como a liderança no primeiro dia de treinos livres para o GP da Rússia, nesta sexta-feira, em Sochi.

"Foi uma boa sexta-feira. Foi um dia realmente bom, o clima estava decente. E foi surpreendente, porque é um circuito ruim para mim. Provavelmente, um dos piores, se não o pior, particularmente no ano passado. Então, tive realmente muito trabalho para tentar entender o balanço e onde poderia evoluir. Hoje, foi bom nesse sentido", avaliou.

Hamilton venceu na Rússia em 2014 e 2015, mas foi segundo em 2016 e apenas quarto em 2017. Nas últimas duas temporadas, ficou atrás de seus companheiros de equipe. No ano passado, por exemplo, viu Valtteri Bottas ficar com o lugar mais alto do pódio.

"Normalmente, este é um dos melhores circuitos para o Valtteri. Mas, obviamente está tudo próximo. Eu não sei o que a Ferrari pode fazer, mas estamos focando em nós e tentando ter certeza de que o carro está tão bom quanto pode ser", apontou o inglês.

Para ser o mais rápido da sexta, Hamilton cravou 1min33s385. O piloto, porém, considerou cedo para fazer uma projeção para a prova de domingo. "Para mim, a cada corrida estamos aprendendo mais e mais. Desde o ano passado, aprendemos muito. Viemos aqui e as últimas corridas nos ajudaram a chegar onde precisamos estar."

Segundo mais rápido do dia, com 1min33s584, Bottas fez análise semelhante à de seu companheiro. "Eu acho que foi um dia bom para nós. Ao menos no papel, parecemos estar velozes. Mas foi apenas a sexta-feira. Vimos a Ferrari não dar tudo que pode com seu carro. Sabemos que vão estar fortes amanhã", considerou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.