Hamilton: Seria bom ter Raikkonen como companheiro

Inglês reconhece admiração pelo campeão de 2007 e admite 'correr' com carro do rival no videogame

28 de outubro de 2007 | 09h56

O piloto inglês Lewis Hamilton, da McLaren, disse neste domingo que não se importaria de ter como companheiro de equipe o atual campeão mundial de Fórmula 1, o finlandês Kimi Raikkonen, embora esteja consciente de que seria um forte concorrente.   "Kimi na equipe seria estupendo, mas ele corre pela Ferrari. De todo modo, não faz diferença, já que com pilotos deste nível na equipe há sempre uma forte concorrência", disse o vice-campeão mundial.   Entrevistado pelo jornal alemão "Bild am Sonntag", que o premiou com o "Golden Steering Wheel" ("Volante de Ouro") do ano, Hamilton evitou, ao longo de quatro páginas de entrevista, mencionar o nome de seu atual companheiro de escuderia, o espanhol Fernando Alonso.   Ele não ocultou, no entanto, sua admiração pelo piloto finlandês, e revelou que uma de suas diversões fora das pistas é disputar corridas de carro no videogame PlayStation, nas quais "guia um McLaren pilotado por Kimi Raikkonen".   No entanto, ao ser perguntado sobre aquele que seria seu companheiro ideal de equipe, Hamilton disse que seria seu irmão Nicholas, de 15 anos, que sofreu paralisia infantil e é obrigado a usar uma cadeira de rodas, e lhe acompanha em todos os grandes prêmios.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.