Hamilton sobra no 2º treino livre e fecha o dia na frente na Hungria

Maior vencedor do GP da Hungria ao lado do alemão Michael Schumacher, ambos com quatro vitórias, o inglês Lewis Hamilton mostrou nesta sexta-feira ser candidatíssimo a se isolar nessa lista. Afinal, após liderar o primeiro treino livre no Hungaroring, em Budapeste, o piloto da Mercedes voltou a dominar a segunda atividade do dia da Fórmula 1.

Estadão Conteúdo

24 de julho de 2015 | 11h29

Hamilton lidera o Mundial de Pilotos com uma vantagem de 17 pontos para o segundo colocado, o alemão Nico Rosberg, seu companheiro de equipe na Mercedes, e foi o único piloto a registrar uma volta em menos de 1min24 no segundo treino livre na Hungria ao fazer o tempo de 1min23s949.

O que também chamou a atenção na atividade foi o bom rendimento dos carros da Red Bull. Em uma pista travada, que não exige tanto dos motores - a equipe vem tendo problemas com os propulsores, o que tem causado problemas na sua relação com a Renault -, a Red Bull foi mais rápida do que Rosberg no segundo treino livre, depois de ter bom desempenho na primeira sessão, quando colocou seus carros entre os cinco melhores.

Dessa vez, o russo Daniil Kvyat garantiu a segunda posição com o tempo de 1mi24s300. Já o australiano Daniel Ricciardo, que no ano passado venceu o GP da Hungria, ficou em terceiro lugar, com 1min24s451. Rosberg, por sua vez, garantiu a quarta posição com a marca de 1min24s668.

O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, foi o quinto colocado, à frente do espanhol Carlos Sainz Jr., da Toro Rosso, e do alemão Sebastian Vettel, o seu companheiro de equipe.

Enfrentando muitas dificuldades nesta temporada, a McLaren se mostrou mais competitiva no segundo treino livre para o GP da Hungria. O melhor desempenho da equipe foi com o espanhol Fernando Alonso, que terminou a atividade em oitavo lugar. Já o britânico Jenson Button ficou na 12ª posição.

O finlandês Valtteri Bottas, da Williams, garantiu a nona colocação, uma posição à frente do brasileiro Felipe Massa, que marcou o tempo de 1min25s920. Já o também brasileiro Felipe Nasr, que nesta semana teve o seu contrato renovado pela Sauber para a temporada 2016, terminou o segundo treino livre apenas na 14ª colocação.

Após uma falha suspensão provocar um assustador acidente na primeira atividade do dia com Sergio Pérez, que inclusive capotou o seu carro após bater no guardrail, a Force India optou por não participar do segundo treino livre, também deixando o alemão Nico Hulkenberg de fora da atividade.

Os pilotos voltam ao Hungaroring neste sábado para a realização do terceiro treino livre e da sessão de classificação, que está marcada para as 9 horas (de Brasília), mesmo horário da largada do GP da Hungria no domingo. Antes do início da prova será realizado um minuto de silêncio em homenagem ao piloto francês Jules Bianchi, que morreu na última sexta-feira em decorrência das graves lesões sofridas em acidente durante o GP do Japão de 2014.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.