Valdrin Xhemaj/EFE
Valdrin Xhemaj/EFE

Hamilton sofre punição e perde 5 posições no grid do Bahrein

Inglês é punido por trocar a caixa de câmbio em treino livre

Estadão Conteúdo

06 de abril de 2018 | 18h54

Depois de exibir rendimento aquém do esperado nos treinos livres, nesta sexta-feira, Lewis Hamilton ganhou mais um motivo para se preocupar no GP do Bahrein de Fórmula 1. O piloto inglês precisou trocar a caixa de câmbio, de forma inesperada, e terá que cumprir suspensão de cinco posições no grid de largada, no domingo.

+ Liberty Media propõe redução de custos na F-1 e exibe lista de mudanças para 2021

+ Em sexta-feira com chuva, Marc Márquez lidera treinos livres na Argentina

O atual campeão sofrerá a punição porque, pelas regras atuais da Fórmula 1, cada caixa de câmbio deve durar ao menos seis corridas consecutivas. E pilotos e equipes vão disputar apenas a segunda etapa da temporada no Bahrein - a primeira foi na Austrália, com vitória do alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

A perda de posições no grid vem em momento difícil para Hamilton no fim de semana. Nas duas primeiras sessões no Bahrein ele não passou do quarto melhor lugar, no segundo treino livre. No primeiro, foi apenas o quinto mais veloz, ficando atrás dos carros da Ferrari e até do companheiro de Mercedes, o finlandês Valtteri Bottas.

"Com certeza, não estou onde gostaria. Temos que melhorar algumas coisa", disse Hamilton, sem saber o que pode ser feito para aperfeiçoar seu rendimento. "Eu não sei, é difícil dizer. Acho que vai ser um fim de semana complicado."

Bottas também mostrou surpresa com o rendimento da equipe nas duas sessões livres. "Acho que esta é uma sexta-feira diferente porque a pista melhorou muito de um treino para o outro. A cada volta, tínhamos maior aderência e equilíbrio no carro. Então, teremos que fazer algumas estimativas para as próximas sessões", comentou o finlandês.

O departamento técnico da Mercedes também admitiu preocupação. "Não foi o nosso melhor dia do ponto de vista da performance. Teremos muito trabalho ao longo da noite para termos um bom carro amanhã para brigar pela classificação e pela corrida. A base está OK, mas precisamos alcançar o pico que atingimos em Melbourne", declarou James Allison, diretor técnico da equipe.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Mercedes-BenzLewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.