David Midzinarishvili/Reuters
David Midzinarishvili/Reuters

Hamilton supera marca de Senna e garante a pole do GP do Azerbaijão

Volta mais rápida cravada já com o cronômetro zerado dá ao piloto inglês a 66ª largada em 1º lugar da carreira

Estadão Conteúdo

24 de junho de 2017 | 12h02

O inglês Lewis Hamilton conseguiu nos últimos instantes de treino, já com o cronômetro zerado, garantir a primeira colocação no classificatório para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1 e alcançar uma marca histórica na carreira.

Além de bater o recorde da pista em Baku, ele chegou a 66ª pole na carreira, superando a marca de Ayrton Senna, que tem 65. Agora, o piloto da Mercedes está a duas poles de igualar o recorde histórico do alemão Michael Schumacher, que tem 68.

O tempo que lhe garantiu o feito foi de 1min40s593. Quem deixou a pista decepcionado foi seu companheiro de Mercedes, Valtteri Bottas, que liderou quase todo o Q3. O finlandês encontrou uma boa volta logo no início e tinha tudo para ficar na primeira colocação, já que a 3min33 do final houve uma bandeira vermelha devido ao incidente do australiano Daniel Ricciardo, que errou na saída da curva 6 e bateu de traseira no muro.

Com os carros de volta aos boxes, a expectativa é que não daria tempo de os pneus atingirem à temperatura ideal na pista para fazer uma nova boa volta. Mas Hamilton surpreendeu a todos e mostrou que não é à toa tricampeão do mundo.

As Ferraris aparecem na segunda fila, com Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. Max Verstappen, da Red Bull, foi o quinto mais rápido, à frente do mexicano Sergio Pèrez, da Force India. O sétimo lugar no grid ficou com o francês Esteban Ocon.

A principal surpresa no Top 10, no entanto, é a presença do canadense Lance Stroll na oitava colocação. Pela primeira vez na temporada, ele conseguiu ficar à frente do companheiro de Williams, o brasileiro Felipe Massa, que largará em nono. Ricciardo sairá em décimo.

O espanhol Fernando Alonso, que foi eliminado pela primeira vez no ano ainda no Q1, largará na última colocação. Como a McLaren realizou mudanças na unidade de potência de seu carro, ele recebeu a punição de 40 posições no grid. Seu companheiro de equipe, Stoffel Vandoorne, perdeu 35 posições por alterações no motor e troca de câmbio.

Outro que largará mais atrás no grid por conta de punição é o espanhol Carlos Sainz. Ele perdeu três lugares por ter causado o acidente que tirou Felipe Massa da corrida no GP do Canadá. Largará em 15º. O classificatório ainda contou com um carro a menos na pista, pois Jolyon Palmer teve problemas em sua Renault durante o terceiro treino livre.

O Grande Prêmio do Azerbaijão tem largada prevista para as 10h (horário de Brasília). Sebastian Vettel lidera o Mundial de Pilotos com 141 pontos, seguido por Hamilton, que tem 129.

Confira o grid de largada para o GP do Azerbaijão de Fórmula 1:

1º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min40s593

2º - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1min41s027

3º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min41s693

4º - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min41s841

5º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min41s879

6º - Sergio Perez (MEX/Force India), 1min42s111

7º - Esteban Ocon (FRAN/Force India), 1min42s186

8º - Lance Stroll (CAN/Williams), 1min42s753

9º - Felipe Massa (BRA/Williams), 1min42s798

10º - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min43s414

-------------------------------------------------

11º - Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min43s186

12º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), 1min43s796

13º - Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1min44s267

14º - Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), 1min44s603

15º - Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min43s347*

----------------------------------------------------

16º - Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min44s468

17º - Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min44s795

18º - Jolyon Palmer (ING/Renault)

19º - Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), 1min45s030**

20º - Fernando Alonso (ESP/McLaren), 1min44s334***


* perdeu três posições no grid de largada.

** perdeu 35 posições no grid de largada.

*** perdeu 40 posições no grid de largada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.