Hamilton supera medo de mergulhar em águas profundas

O líder da atual temporada da Fórmula 1,Lewis Hamilton, revelou na quinta-feira que superou o medo deáguas profundas, mas disse que continua temendo ser atacado portubarões. O britânico, de 23 anos, parecia descansado e tranquilo naentrevista coletiva, dias antes do Grande Prêmio de Barein.Lewis chegava de uma viagem de passeio e treinamento físicopela Tailândia, viagem que realizou com o piloto alemão AdrianSutil, da equipe Force Índia. "Nós corremos bastante, no calor, obviamente", afirmou."Fazer exercícios lá é duas vezes mais cansativo do que emoutros lugares. Nós também andamos bastante de caiaque, enadamos. Eu particularmente não gosto muito de me afastar dacosta, mas superei isso." "Eu superei um dos meus medos, o que foi bom", disse ele. "Acho que tenho medo do desconhecido, de não saber o que hádebaixo da gente", afirmou. "Gosto de mergulhar. Mas ficar embaixo d'água é algototalmente diferente do que ficar na superfície. Nessesprogramas todos dos canais Discovery a gente vê os tubarõessaindo da água e comendo qualquer coisa que esteja flutuando nasuperfície. Não é agradável enxergar-se nessa situação." Hamilton venceu o Grande Prêmio da Austrália, que abriu atemporada, e chegou em quinto lugar na Malásia. O piloto estáhoje três pontos à frente de Kimi Raikkonen, da Ferrari, e deNick Heidfeld, da BMW Sauber. Barein é a terceira etapa do ano. (Reportagem de Alan Baldwin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.