Sebastião Moreira/Efe
Sebastião Moreira/Efe

Hamilton tenta mostrar em Interlagos que festas do penta não o atrapalharam

Piloto da Mercedes promete mostrar foco e quer se manter competitivo depois de ter assegurado o título da Fórmula 1

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 de novembro de 2018 | 05h00

Quando era criança e não estava andando de kart, Lewis Hamilton passava o tempo livre no vídeo game. No antigo PlayStation, o menino inglês escolhia brincar na primeira pista disponível na temporada fictícia da Fórmula 1 de 1995. Era justamente Interlagos, onde neste sábado, às 15h10, o agora piloto da Mercedes vai largar no posto de principal atração da prova no Brasil.

O pentacampeão mundial e competidor mais vitorioso da atualidade tem na pista brasileira dois retrospectos históricos incômodos para amenizar. Hamilton ganhou só uma vez o GP do Brasil, em 2016. É fato ainda que em todas as vezes que ele garantiu o título da temporada de forma antecipada, pareceu ter perdido o ímpeto e não venceu nenhuma das outras etapas restantes do ano.

O aparente relaxamento após o título é um tema incômodo ao inglês. Em entrevista ao Estado nesta semana, Hamilton negou se sentir menos pressionado por já ser o campeão. "Não sinto diferença. Sinto o de sempre. Chego da mesma forma ao GP do Brasil como foi nos anos anteriores. Quero vencer", afirmou.

O piloto da Mercedes protagonizou há três anos um episódio inusitado às vésperas da corrida brasileira. Assim como em 2018, naquela ocasião Lewis havia sido campeão duas semanas antes, no México. Ele voltou para Mônaco, onde mora, e durante as comemorações da conquista do título e do aniversário da mãe, acabou por sofrer um acidente de carro. 

A batida atrasou a viagem do piloto ao Brasil. Compromissos tiveram de ser cancelados, como entrevistas e aparições em eventos de patrocinadores. Hamilton se apresentou em Interlagos apenas um dia antes dos treinos, demonstrou cansaço, estava irritado e precisou se explicar várias vezes sobre a batida. O inglês repetiu que não havia consumido álcool antes do acidente.

Esse episódio reforça no pentacampeão a vontade de mostrar que o comportamento festeiro não compromete seu desempenho nas pistas. Campeão quatro vezes nos últimos cinco anos, Hamilton foi alvo de críticas na imprensa britânica na única temporada em que foi vice nesse período por supostamente ter se acomodado. Em 2016, quem levou a melhor foi o alemão Nico Rosberg.

"A chave para vencer é permanecer em equilíbrio. Se você se sentir bem com você mesmo, tentar absorver energia positiva e dispersar a negativa, ajuda a ficar centrado", explicou Hamilton ao Estado ao comentar a importância de conciliar a dedicação com o lazer.

FESTA

Fã do Brasil, Hamilton conseguiu se desligar um pouco dos compromissos da categoria ao longo dos últimos dias, como procura fazer. O piloto chegou quarta-feira ao País e saiu do hotel para visitar em São Paulo um grafite do ídolo Ayrton Senna, e para uma festa com amigos. Nesse encontro, registrado em redes sociais, o inglês reviu amigos como os pilotos Felipe Massa e Rubens Barrichello, além de posar para fotos ao lado do ex-jogador Kaká.

Em Interlagos, Lewis Hamilton demonstrou confiança para reverter o histórico discreto na pista. Depois dos primeiros treinos livres, ele elogiou o desempenho da Mercedes. "O carro está melhor do que no México. Nós ainda temos problemas que estamos tentando resolver. O nosso ritmo não estão tão ruim assim, só temos de tentar melhorar isso", afirmou.

Quem tanto quer demonstrar que não está na zona de conforto tem uma estranha preferência para a corrida. Hamilton quer chuva neste domingo, a exemplo da prova da temporada de 2016, ano da única vitória no Brasil em 11 tentativas. 

A prova foi tumultuada por duas interrupções, cinco acidentes e teve três horas de duração. "Tenho um gosto diferente dos demais pilotos. Eu adoro guiar na chuva, mas é melhor se preparar para o caso de estar seco." 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.