Hamilton vai a Xangai com uma mão na taça de campeão

Se vencer, piloto da McLaren será o nono britânico a levar o titulo mundial, o primeiro desde Damon Hill

Alan Baldwin, da Reuters,

03 de outubro de 2007 | 15h56

O piloto Lewis Hamilton, da McLaren, só precisa ganhar o Grande Prêmio da China no domingo para se tornar o primeiro estreante a conquistar o Mundial de Pilotos, além de ser o mais jovem campeão da história da categoria. Veja também: Classificação do Mundial Leia mais no Blog do Lívio O britânico de 22 anos está 12 pontos à frente do companheiro de equipe, o espanhol Fernando Alonso, e com uma vitória sua o circo da Fórmula 1 chegará ao Brasil, para a última corrida da temporada, com o campeonato decidido. Hamilton seria o nono britânico a ser campeão mundial de Fórmula 1, o primeiro desde Damon Hill, em 1996. Mesmo assim, e depois do desempenho brilhante no molhado GP do Japão, o simpático Hamilton não se considera favorito. Ele sabe que uma batida, como a sofrida por Alonso no Japão no domingo, pode mudar tudo. "Tudo ainda pode acontecer, mas estou muito confiante e determinado", disse ele. "Tem-se falado muito nos últimos dias sobre o título, mas tento não pensar nisso. Só estou pensando nas próximas duas corridas e em fazer o melhor que puder na China e no Brasil com a equipe." Hamilton nunca correu nem em Xangai nem em Interlagos. Mas isso não quer dizer nada, já que ele venceu em Indianápolis, Montreal e Fuji, todos circuitos em que estreava. Alonso, que depende que algum "milagre" aconteça e o rival tenha um repentino lance de azar para conquistar seu sonhado terceiro título seguido, conquistou a pole no ano passado em Xangai, e em 2005 venceu a prova. "Ainda há 20 pontos a ser disputados e vou lutar por cada um deles", disse o espanhol. Kimi Raikkonen, da Ferrari, o único outro piloto com chances matemáticas de conquistar o campeonato, 17 pontos atrás de Hamilton, pode complicar as coisas se conseguir a 200a vitória da equipe em grandes prêmios. No ano passado, Xangai assistiu à última vitória da carreira de Michael Schumacher, pela Ferrari.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.