Russell Boyce/Reuters
Russell Boyce/Reuters

Hamilton vence em Cingapura e Button volta a abrir vantagem

Inglês líder do Mundial de F-1 é quinto e volta a ter 15 pontos a mais que Rubens Barrichello, sexto na corrida

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

27 de setembro de 2009 | 11h02

SÃO PAULO - O inglês Lewis Hamilton, da McLaren, dominou o GP de Cingapura e venceu sem questionamentos a prova noturna deste domingo do Mundial de Fórmula 1, sua segunda vitória na temporada 2009, de onde saiu na pole position.

Veja também:

linkBrawn GP de Barrichello apagou

linkHamilton festeja 'final de semana fantástico'

linkAlonso dedica pódio em Cingapura a Briatore

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

Quanto à briga que interessa, a do título de campeão do Mundial de pilotos, deu tudo certo para outro inglês, o líder Jenson Button (84 pontos), que agora tem 15 pontos de vantagem sobre o vice-líder Rubens Barrichello (69), faltando três etapas para o fim - a próxima é o GP do Japão, em Suzuka, domingo que vem, às 2 horas (de Brasília).

Tudo caminhava para que o brasileiro ficasse à frente do companheiro de Brawn GP. Largou à frente, em nono - apesar da punição de cinco posições por trocar o câmbio, foi beneficiado com a opção de Nick Heidfeld (BMW Sauber) de largar dos boxes - e estava adiante até seu último pitstop, quando não conseguiu sair à frente. Assim, terminou em sexto lugar, com Button em quinto.

 A MATEMÁTICA DO TÍTULO

 Button será campeão em Suzuka se...

1 - Vencer e Rubinho não for no mínimo terceiro

2 - Terminar em segundo e Rubinho não for no mínimo quinto

3 - Terminar em terceiro e Rubinho não for no mínimo sétimo

4 - Terminar em quarto e Rubinho não for no mínimo oitavo

Qualquer outra combinação de resultados estende a definição do título para, no mínimo, o GP do Brasil

A disputa segue aberta ainda envolvendo o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, terceiro colocado na classificação com 59 pontos - dez a menos que Rubinho. Ele só não chegou ao pódio por ter sofrido uma punição de passar pelos pits por excesso de velocidade quando parou para troca de pneus e reabastecimento.

Completaram o pódio o italiano Tim Glock, da Toyota, e o espanhol Fernando Alonso, da Renault, que até liderou a prova enquanto o safety car esteve na pista após o acidente entre Adrian Sutil (Force India) e Heidfeld - o primeiro rodou e foi atingido pelo compatriota alemão por ficar atravessado na pista.

Nico Rosberg (Williams) é outro que só não foi melhor porque teve de passar pelos boxes por errar na saída do pitstop e passar fora do espaço permitido.

O fato curioso é que muitos pilotos, além de Webber, sofreram com problemas nos freios de seus carros - como Button e Barrichello. A mais provável explicação: interferência eletromagnética por causa de uma linha de metrô que passa abaixo do circuito de Marina Bay, que atingiria inclusive outras partes do carro.

No Mundial de Construtores, a Brawn GP está com a taça praticamente garantida. Teoricamente, falta um ponto e meio para que a equipe inglesa garanta o título, pois tem 153 pontos, contra 110,5 da Red Bull.

 FÓRMULA 1 2009 - GP DE CINGAPURA

 CLASSIFICAÇÃO FINAL - 61 voltas

1.º - Lewis Hamilton (ING/McLaren), 1h56min6s337

2.º - Timo Glock (ALE/Toyota), a 9s634

3.º - Fernando Alonso (ESP/Renault), a 16s624

4.º - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull), a 20s261

5.º - Jenson Button (ING/Brawn GP), a 30s015

6.º - Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP), a 31s858

7.º - Heikki Kovalainen (FIN/McLaren), a 36s157

8.º - Robert Kubica (POL/BMW Sauber), a 55s054

9.º - Kazuki Nakajima (JAP/Williams), a 56s054

10.º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), a 58s892

11.º - Nico Rosberg (ALE/Williams), a 59s777

12.º - Jarno Trulli (ITA/Toyota), a 1min13s009

13.º - Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari), a 1min19s890

14.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India), a 1min33s502

Não completaram a prova:

Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso), abandono, volta 47

Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso), abandono, volta 47

Mark Webber (AUS/Red Bull), acidente, volta 45

Adrian Sutil (ALE/Force India), acidente, volta 22

Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber), acidente, volta 19

Romain Grosjean (FRA/Renault), abandono, volta 3

Volta mais rápida: Fernando Alonso (ESP/Renault), 1min48s240, na volta 53

Atualizado às 11h40 para acréscimo de informações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.