Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

Hamilton ganha GP da Espanha e Mercedes alcança a 5ª dobradinha seguida na F-1

Piloto britânico agora soma 112 pontos no Mundial de Pilotos, sete a mais que companheiro Bottas

Redação, Estadão Conteúdo

12 de maio de 2019 | 12h44

Lewis Hamilton é o novo líder do Mundial de Pilotos da Fórmula 1. O piloto superou o companheiro de equipe Valtteri Bottas no circuito de Montmeló, em Barcelona, para vencer o GP da Espanha neste domingo e retomar a liderança do campeonato.

A Mercedes, com mais um ótimo desempenho de seus pilotos, ampliou sua soberania ao conquistar a sua quinta dobradinha em cinco provas nesta temporada, feito jamais alcançado por outra escuderia na categoria, iniciada em 1950. A equipe alemã lidera com folga o Mundial de Construtores e domina o campeonato com seus dois pilotos nas primeiras posições. Hamilton agora é líder com 112 pontos, sete a mais que Bottas.

"Tenho que dedicar a esse incrível time. Isso somos nós fazendo história com cinco dobradinhas seguidas. Estou muito feliz por cada um deles", celebrou Hamilton, que triunfo pela terceira vez em cinco corridas nesta temporada e alcançou a marca de 76 vitórias na carreira.

Segundo no grid de largada, atrás de Bottas, o piloto inglês assumiu a liderança da corrida logo na largada depois de partir um pouco melhor e ver o finlandês balançar na curva. Max Verstappen, da Red Bull, também fez uma boa largada, conseguiu segurar as investidas de Sebastian Vettel e completou o pódio no palco de sua primeira vitória na Fórmula 1. O holandês, com o triunfo, subiu para o terceiro lugar na classificação geral, com 66 pontos.

Longe de ameaçar a Mercedes neste ano, a Ferrari sequer conseguiu uma posição no pódio. O alemão Sebastian Vettel chegou em quarto e o jovem monegasco Charles Leclerc terminou em quinto. Ambos também são quarto e quinto na classificação geral do campeonato. A escuderia italiana antecipou para Barcelona a atualização de motor e da parte aerodinâmica, prevista para o GP do Canadá, mas não teve êxito no circuito espanhol.

O francês Pierre Gasly, parceiro de Verstappen na Red Bull, foi o sexto colocado, seguido do dinamarquês Kevin Magnussen, da Haas. O espanhol Carlos Sainz Jr, da McLaren, o russo Daniil Kvyat, da Toro Rosso e o francês Romain Grosjean, da Haas, fecharam os dez primeiros.

Com uma ótima largada que o proporcionou dar o troco em Bottas pelo treino de classificação no sábado, Hamilton ganhou confiança e fez uma corrida tranquila. O inglês foi dominante e nem o Safety Car presente no final da corrida em razão do acidente entre Lance Stroll e Lando Norris atrapalhou o seu caminho rumo a mais um triunfo.

A próxima corrida da Fórmula 1, a sexta da temporada, será o GP de Monaco, daqui a duas semanas.

Confira a classificação do GP da Espanha:

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 1h35min50s443

2) Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 4s074

3) Max Verstappen (HOL/Red Bull), a 7s679

4) Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), a 9s167

5) Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 13s361

6) Pierre Gasly (FRA/Red Bull), a 19s576

7) Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 28s159

8) Carlos Sainz Jr (ESP/McLaren), a 32s342

9) Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), a 33s056

10) Romain Grosjean (FRA/Haas), a 34s641

11) Alexander Albon (TAI/Toro Rosso), a 35s445

12) Daniel Ricciardo (AUS/Renault), a 36s758

13) Nico Hülkenberg (ALE/Renault), a 39s241

14) Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo), a 41s803

15) Sergio Pérez (MEX/Racing Point), a 46s877

16) Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo), a 47s691

17) George Russell (ING/Williams), a uma volta

18) Robert Kubica (POL/Williams), a uma volta

Abandonaram a prova:

19) Lance Stroll (CAN/Racing Point)

20) Lando Norris (ING/McLaren).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.