Hamilton vence nos EUA e decisão do título é adiada

Fernando Alonso, terceiro em Austin, ainda tem esperança no GP do Brasil

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 19h09

AUSTIN - A decisão do título da Fórmula 1 ficou para a última etapa da temporada, no próximo fim de semana, em São Paulo. No GP dos Estados Unidos, neste domingo, em Austin, que terminou com vitória do inglês Lewis Hamilton, o alemão Sebastian Vettel conseguiu aumentar a vantagem na liderança do campeonato, mas o espanhol Fernando Alonso segue vivo na briga.

Vettel liderou 42 das 56 voltas no recém-inaugurado circuito das Américas, mas acabou perdendo a vitória da prova para o piloto inglês da McLaren. Apesar disso, o alemão da Red Bull conseguiu terminar na segunda colocação, ainda na frente do seu único adversário na luta pelo título da temporada - Alonso ficou em terceiro lugar com a sua Ferrari.

Agora, a vantagem de Vettel subiu de 10 para 13 pontos na liderança (273 a 260), o que deixa o alemão em situação confortável no GP do Brasil, no próximo domingo, no circuito de Interlagos, para conquistar o terceiro título seguido na Fórmula 1. Mas Alonso, que também busca ser campeão pela terceira vez na história, promete a virada na prova em São Paulo.

Alonso deu sorte antes mesmo da largada da prova. Como precisou trocar a caixa de câmbio da Ferrari, Massa perdeu cinco posições no grid, caindo para a 11ª colocação, o que fez com que seu companheiro de equipe saísse do sétimo lugar ao invés do oitavo. Mesmo assim, o espanhol ainda estava longe de Vettel, o pole position no GP dos Estados Unidos.

Logo na largada, porém, Alonso conseguiu ganhar três posições e pulou para o quarto lugar. Enquanto isso, Vettel manteve a ponta e o australiano Mark Weber ganhou a segunda colocação de Hamilton. Mas não demorou muito para o inglês da McLaren retomar a vice-liderança perdida na primeira volta, passando, então, a pressionar o alemão da Red Bull.

Para ajudar Alonso, Webber foi obrigado a abandonar a corrida na 17ª volta, com problemas na sua Red Bull. Aí, o piloto espanhol, já como terceiro colocado, perdeu um certo tempo ao fazer o pit stop, afastando-o ainda mais do líder. Melhor para Vettel, que, mesmo sofrendo pressão constante de Hamilton, conseguia manter a primeira posição.

Mas, após tanto pressionar, Hamilton conseguiu passar Vettel na 42ª volta e assumiu a liderança da prova, ajudando seu antigo rival Alonso - os dois viraram desafetos na época em que eram companheiros da McLaren. Aí, até a bandeirada final, a situação dos três primeiros colocados não mudou mais, adiando a decisão do título para o GP do Brasil.

BRASIL

Para os pilotos brasileiros, o GP dos Estados Unidos foi bom. Felipe Massa conseguiu o quarto lugar com a sua Ferrari neste domingo em Austin, no Texas, enquanto Bruno Senna também terminou na zona de pontuação: levou a Williams à 10ª colocação.

Confira a classificação do GP dos Estados Unidos:

1) Lewis Hamilton (ING/McLaren)

2) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)

3) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)

4) Felipe Massa (BRA/Ferrari)

5) Jenson Button (ING/McLaren)

6) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus)

7) Romain Grosjean (FRA/Lotus)

8) Nico Hulkenberg (ALE/Force India)

9) Pastor Maldonado (VEN/Williams)

10) Bruno Senna (BRA/Williams)

11) Sergio Perez (MEX/Sauber)

12) Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso)

13) Nico Rosberg (ALE/Mercedes)

14) Kamui Kobayashi (JAP/Sauber)

15) Paul di Resta (ESC/Force India)

16) Michael Schumacher (ALE/Mercedes)

17) Vitaly Petrov (RUS/Caterham)

18) Heikki Kovalainen (FIN/Caterham)

19) Timo Glock (ALE/Marussia)

20) Charles Pic (FRA/Marussia)

21) Pedro de la Rosa (ESP/Hispania)

22) Narain Karthikeyan (IND/Hispania)

Não completaram:

Mark Webber (AUS/Red Bull)

Jean-Eric Vergne (FRA/Toro Rosso)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.