Haug diz que Schumacher já poderia ter vencido

'Precisamos ser justos ao falar da volta dele porque o carro não está onde deveria estar'

AE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 12h04

Norbert Haug, diretor da Mercedes, saiu em defesa de Michael Schumacher nesta quarta-feira. O piloto alemão tem sido questionado pelo seu desempenho discreto no retorno à Fórmula 1, com apenas dez pontos conquistados em quatro provas, mas o dirigente avaliou que o heptacampeão mundial poderia ter vencido o GP da Austrália.

"Ele estava quatro posições à frente do vencedor [Jenson Button], ficou para trás [se envolveu em confusão na primeira curva] e ainda chegou em décimo lugar. Vocês dizem que ele está com dificuldades, mas ele poderia ter vencido. Precisamos ser justos ao falar da volta dele porque o carro não está onde deveria estar", disse, admitindo que a Mercedes precisa melhorar o carro para a sequência da temporada.

Além do desempenho ruim, Schumacher tem sido criticado por ser mais lento que seu companheiro na Mercedes, o também alemão Nico Rosberg, vice-líder do Mundial de Pilotos com 50 pontos, que estaria mais adaptado ao carro da Mercedes. "Não é justo dizer que Nico é mais rápido apenas devido ao carro. Talvez Nico seja o cara mais rápido do mundo", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.