Heidfeld comemora pódio e exalta largada na Malásia

Substituto do polonês Robert Kubica na Renault, afastado das pistas por conta de uma acidente durante um rali, o alemão Nick Heidfeld subiu ao pódio na sua segunda corrida pela equipe. Para conseguir tal feito, ele avaliou ter sido fundamental a sua excelente largada em que fez quatro ultrapassagens e assumiu a segunda colocação.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2011 | 13h41

"Eu tive um grande começo como na Austrália, e não esperava ganhar tantas posições. Subi até a segunda posição, ganhando quatro lugares. Depois eu fiz o meu melhor para seguir Sebastian (Vettel), mas ele foi muito mais rápido", afirmou o alemão, que havia subido ao pódio pela última vez em 2009, também na Malásia, pela BMW Sauber.

Terceiro colocado neste domingo, Heidfeld destacou também a luta com os principais pilotos da Fórmula 1 para subir ao pódio. "Perdi algumas posições no meu primeiro pit stop, mas é claro que tínhamos um ritmo muito bom e nós fomos capazes de lutar com os carros da frente. Tive sorte com o Fernando (Alonso) tendo um problema, mas foi muito divertido lutar e ficar à frente de Lewis (Hamilton). Nas últimas voltas Mark (Webber) estava perto de mim, mas tivemos o ritmo para ficar à frente", disse.

No GP da Austrália, a Renault também foi ao pódio, mas com o russo Vitaly Petrov. Para Heidfeld, os primeiros resultados de 2011 mostram que a equipe está no caminho certo. "É mais um grande resultado para o Lotus Renault GP e fica claro que o time tem dado um grande passo à frente este ano", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da MalásiaNick Heidfeld

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.