Helinho e Da Matta defendem liderança

Os pilotos brasileiros Cristiano da Matta e Hélio Castro Neves defendem neste fim de semana a liderança dos dois principais campeonatos de monopostos dos Estados Unidos, respectivamente a Cart e a IRL (Indy Racing League). Os grids serão definidos amanhã e as corridas serão domingo. A IRL terá sua oitava etapa no circuito de Richmond, a menor pista da categoria, com 0,75 milha de extensão. Para os 21 carros que alinharão no grid, o norte-americano Sam Hornish Jr., atual campeão e segundo colocado nesta prova no ano passado, conta como é correr em tão pouco espaço. "Você corre lado a lado com alguém a maior parte da corrida. O tempo todo você fica meio que esperando para ver o que vai acontecer em seguida. Quer ficar na frente porque é onde se está livre de problemas", explica o piloto. No ano passado, quando esta corrida foi disputada pela primeira vez, nove dos 20 carros se envolveram em acidentes. Helinho precisará ter muito cuidado para manter a liderança - atualmente, tem 267 pontos, contra 235 de Gil de Ferran, 206 de Sam Hornish Jr. e 202 de Felipe Giaffone. Já a Cart chega à sétima etapa (de 20), no circuito oval de uma milha de Chicago. Da Matta lidera com folga - 74 pontos contra 54 dos vice-líderes Bruno Junqueira e Michel Jourdain Jr. -, mas esta prova é uma boa oportunidade para que os demais se aproximem dele antes que comece a série de etapas em circuitos mistos e de rua (sete em seguida), a especialidade do piloto brasileiro. Chicago é a casa da Newman Haas, de Da Matta e de Christian Fittipaldi. Mas a equipe, cujo carro é mais adaptado a circuitos mistos, não costuma se dar bem nesta prova, como ocorreu no ano passado. "Foi minha primeira temporada com a equipe e eu tinha vencido a corrida no ano anterior. Todos tínhamos uma grande expectativa, mas nada deu certo", lembra Da Matta. "Foi um daqueles fins de semana em que tudo dá errado. Mas fizemos vários testes em maio para melhorar a situação e acho que tivemos grandes progressos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.