Helinho fica com a pole em Detroit

Vai ser muito difícil o sueco Kenny Brack conquistar neste domingo, em Detroit, sua terceira vitória consecutiva na temporada da Fórmula Indy. Líder do campeonato, ele não vinha tendo bom desempenho com seu Rahal desde os treinos livres de sexta-feira. E neste sábado, fez apenas o 10º tempo no qualifying, que foi dominado pelos pilotos do Brasil. As melhores voltas foram, respectivamente, dos brasileiros Hélio Castro Neves (sétima pole position da carreira), Bruno Junqueira e Gil de Ferran.Considerando que é difícil ultrapassar neste circuito, largar em primeiro poderá ser uma vantagem significativa para Helinho tentar repetir o que fez no ano passado, quando conquistou em Detroit a sua primeira vitória na Indy. E com Brack largando em 10º, será uma ótima oportunidade para tirar pelo menos uma parte da vantagem do sueco - o brasileiro está em segundo no campeonato, 23 pontos atrás. "Com certeza ajuda, mas a corrida é longa e ele ainda está na briga. Temos que fazer bons pit stops e marcar o maior número de pontos possível." A Rahal, equipe de Brack, parece não ter um bom acerto para esta pista. Mas além disso, seu desempenho ruim parece ser conseqüência da confusão, envolvendo os motores, que agita os bastidores da Indy desde sexta-feira. Com o novo espaçador que as equipes foram obrigadas a colocar na base da válvula pop off, o único Ford que teve resultado melhor que Brack foi o de Patrick Carpentier, o sexto colocado no grid.Será que a Toyota tinha razão e seus concorrentes (Ford e Honda) estavam fora do regulamento? De Toyota, Bruno Junqueira teve competência e sorte para largar na primeira fila, já que fez sua melhor volta segundos antes de Paul Tracy bater pela segunda vez, interrompendo o treino até acabar o tempo.Participando da entrevista coletiva dos três melhores pelo segundo dia consecutivo, Bruno estava deslumbrado. Agitado, esperava ansiosamente a oportunidade de falar. Ouvia com atenção, o sorriso no rosto, enquanto o relações-públicas da Cart anunciava seu tempo.Quando um jornalista italiano perguntou qual dos brasileiros ganharia desta vez, Bruno nem esperou Helinho terminar sua resposta: "Ele (Helinho) já ganhou muitas, agora é a minha vez."Helinho já venceu quatro corridas. Bruno, que faz sua estréia neste ano, ainda nenhuma. E os dois gostam de pisar fundo. A largada deste domingo promete.Grid de largada:1) Hélio Castro Neves (Penske) - 1min13s4992) Bruno Junqueira (Chip Ganassi) - a 0s0823) Gil de Ferran (Penske) - a 0s1674) Dario Franchitti (Green) - a 0s3585) Jimmy Vasser (Patrick) - a 0s5676) Patrick Carpentier (Player?s) - a 0s6827) Roberto Moreno (Patrick) - a 0s7858) Christian Fittipaldi (Newman Haas) - a 0s7949) Shinji Nakano (Fernandez) - a 1s00110) Kenny Brack (Rahal) - a 1s200 11) Oriol Servia (Sigma) - a 1s20612) Maurício Gugelmin (PacWest) - a 1s32917) Cristiano da Matta (Newman Haas) - a 1s57521) Max Wilson (Arciero) - a 1s80126) Tony Kanaan (Mo Nunn) - a 6s335

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.