Helinho prevê guerra domingo na IRL

É raro, na história do automobilismo, um campeonato chegar à última corrida com cinco pilotos brigando pelo título. Mas é exatamente o que acontece na Indy Racing League este ano. Domingo, no Texas, será disputada a prova de encerramento da temporada de 2003, com três brasileiros (Hélio Castro Neves, Tony Kanaan e Gil de Ferran), um neozelandês (Scott Dixon) e um americano (Sam Hornish Jr.) com chances de ser campeão. "Vai ser uma guerra?, define Helinho. O piloto da Penske lembra que, no ano passado, apenas ele e Hornish chegaram ao Texas lutando pela taça. "Agora, temos cinco pilotos experientes e competitivos lutando para vencer. E eu acredito que possa levar o grande prêmio para casa.? Helinho divide a liderança com Dixon, ambos com 467 pontos, e depende apenas de seu resultado para ser campeão. Kanaan tem 460 pontos, Hornish, 448, e Gil, 437. Homenagem - Gil, aliás, estará se despedindo do automobilismo e vai ser homenageado pela Embraer. A empresa colocou à disposição do piloto um jato executivo Legacy, seu mais moderno avião, para que ele vôe do Texas até sua casa, em Fort Lauderdale, Flórida, após sua última corrida. "Gil de Ferran é considerado, tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos, como um dos maiores pilotos do mundo. De fato, é muito apropriado que o grande campeão das pistas voe para casa em um avião do Brasil?, afirmou Artur Coutinho, vice-presidente da Embraer. Amanhã, Gil participa de uma sessão de autógrafos promovida pela Embraer, durante a edição 2003 da National Business Aviation Association Convention (NBAA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.