Hélio Castro Neves é pole na Indy

O piloto brasileiro Hélio Castro Neves conquistou nesta sábado a sua quinta pole position na Fórmula Indy, ao ser o mais rápido no treino classificatório para o Grande Prêmio de Long Beach. A largada da corrida será às 17 horas de Brasília deste domingo, com transmissão ao vivo da Record e da DirecTV. E possivelmente com chuva, segundo a previsão meteorológica.Faltou pouco para Long Beach ter na pole o mexicano Michel Jourdain Jr., cuja melhor posição num grid de largada foi um quinto lugar, em 1997. Por causa da chuva que caiu durante a segunda sessão de treinos, da qual participam os carros mais rápidos, os pilotos do primeiro grupo tiveram os melhores tempos até poucos minutos antes do final. A divisão dos pilotos nos dois grupos é feita com base na classificação do campeonato. No primeiro, os melhores tempos foram, nesta ordem, de Jourdain, Christian Fittipaldi, Alex Tagliani, Bryan Herta, Patrick Carpentier e Maurício Gugelmin. E ficou assim até poucos minutos antes do fim do segundo, quando Cristiano da Matta marcou o sexto tempo.Vendo que a pista ficava mais rápida a cada minuto, os pilotos deixaram para fazer suas tentativas bem no fim, quando começou uma sucessão de trocas, num intervalo de dois minutos. Kenny Brack foi o primeiro a assumir o primeiro lugar, mas Gil de Ferran tomou-lhe a ponta logo em seguida. Depois Hélio Castro Neves, e Brack, e novamente Hélio, quando a bandeira quadriculada já estava no ar e não havia tempo para mais nada. "Foi divertido para vocês assistirem, mas foi muito duro para nós", disse Tony Kanaan, que conquistou o terceiro lugar no grid pela segunda vez em sua carreira (a primeira foi no ano passado, em Chicago): "Eu tinha acerto para chuva e conseguimos fazer algumas mudanças, mas não ficou perfeito. De qualquer maneira, estou feliz, o carro está bom". Tony tinha feito o melhor tempo nos treinos livres de sexta-feira e mostrou que realmente está em boas condições para a corrida. Castro Neves não tinha feito tempos tão bons nos treinos, mas estava bem animado neste sábado, dizendo que "o carro está bom tanto para chuva quanto para pista seca". O piloto lembrou que precisou ter muita paciência para esperar a hora certa de entrar na pista porque, quando o sol saiu, "sabia que os últimos seriam os mais rápidos".O controvertido treino classificatório gerou uma discussão sobre o sistema de disputa em duas sessões, implementado neste ano. O sueco Kenny Brack, que dividirá a primeira fila com o brasileiro, disse que gosta porque "os pilotos dos dois grupos pegam menos tráfego". Castro Neves discordou e Tony Kanaan ficou em cima do muro. Por um lado, acha ruim porque pode criar condições desiguais, como foi o caso, enquanto "o regulamento diz que todos devem ter as mesmas condições". Por outro, acha bom que haja menos pilotos na pista, citando como exemplo o warm up, de manhã, quando todos testaram juntos e "não dava para andar". O piloto também usou como exemplo a favor do novo sistema a diferença de desempenho entre os pilotos: "No primeiro grupo, houve uma série de bandeiras vermelhas (interrupções por causa de acidentes). E no nosso, nenhuma". O grid: 1) Hélio Castro Neves (Penske), 1min08s556; 2) Kenny Brack (Rahal), 1min09s097; 3) Tony Kanaan (Mo Nunn), 1min09s223; 4) Cristiano da Matta (Newman Haas), 1min09s312; 5) Gil de Ferran (Penske), 1min09s344; 6) Dario Franchitti (Player?s), 1min09s366; 7) Michel Jourdain Jr. (Bettenhausen), 1min09s589;8) Jimmy Vasser (Kool Green), 1min09s807; 9) Michael Andretti (Motorola Green), 1min09s853; 10) Christian Fittipaldi (Newman Haas),1min09s999; 19) Maurício Gugelmin (PacWest), 1min10s670;21) Max Wilson (Brooke), 1min10s683; 22) Roberto Moreno (Patrick), 1min10s769;27) Luiz Garcia Jr. (PRG), 1min16s483; Bruno Junqueira (Chip Ganassi), 1min39s916.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.