Hispania de Bruno Senna quer terminar corrida já na Austrália

Diretor diz que trabalho duro fez com que eles conseguissem corrigir problemas no carro; brasileiro já está em Melbourne para se adaptar ao fuso horário

EFE

22 de março de 2010 | 09h18

O diretor da Hispania, Colin Kolles, disse nesta segunda-feira que o objetivo da escuderia para o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, no próximo domingo, é terminar pela primeira vez uma corrida no Mundial, o que, segundo ele, deve ocorrer "em breve".

"Trabalhamos muito duro desde a estreia no Bahrein com Bridgestone, Cosworth e Xtrack para melhorar na mecânica dos veículos e aprendemos com nossas primeiras voltas com o carro no primeiro GP", afirmou o chefe da equipe de Bruno Senna e do indiano Karun Chandhok.

"Conseguimos reparar os danos sofridos no carro de Karun Chandhok e nosso objetivo é melhorar constantemente e terminar nossa primeira corrida", completou.

Sobre isso, Bruno Senna, que fez 18 voltas no Bahrein, disse ser preciso continuar evoluindo a partir do conseguido no primeiro GP. "Cheguei cedo à Austrália para me aclimatar com o fuso horário. Já pilotei na pista de Melbourne em 2006, na categoria F3, e já ganhei aqui. Agora, tenho que trabalhar com a equipe para continuar aprendendo na Fórmula 1", afirmou o brasileiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.