Hockenheim fatura com os Schumacher

Os cerca de 300 mil torcedores que forem no fim de semana ao circuito de Hockenheim assistirão à última corrida de Fórmula 1 disputada nos atuais 6.825 metros do veloz traçado, cuja médias se aproximam dos 250 km/h. "Dispomos de US$ 43 milhões para uma grande reforma já para o ano que vem", diz Gustav Schrank, prefeito de Hockenheim, cidade onde se encontra o autódromo, e presidente da Hockenheimring, empresa que administra o circuito.A hegemonia dos irmãos Michael e Ralf Schumacher nas últimas corridas da Fórmula 1 será, com certeza, capitalizada pelo município. "Estimamos que cerca de US$ 20 milhões devam ficar na cidade nesses dias de competição", explica o prefeito.O "Schumi-boom", como os alemães definem o momento dos irmãos Schumacher no Mundial, é uma mina de ouro para muitos negócios no país. "Aumentamos a capacidade de público no autódromo em cerca de um terço", conta Schrank. "Estamos oferecendo 35 mil lugares a mais este ano e acabamos de assinar o contrato que nos garante no calendário da Fórmula 1 até 2008", falou.O novo traçado terá algo em torno de 4,5 mil metros de extensão. No local da primeira chicane, a Clark, a pista fará uma curva para a direita, cortando a floresta ao meio. "Hoje a velocidade elevada provém dos longos trechos de reta, mas a rigor não temos nenhuma curva veloz, o que não será o caso do novo traçado", explica o prefeito de Hockenheim. "Nunca escondi que não vejo grande atrativos nesta pista", afirma regularmente Michael Schumacher a respeito do atual traçado alemão.A disputa entre Mercedes-McLaren e BMW-Williams é uma das atrações do GP da Alemanha, assim como a possibilidade de Michael Schumacher igualar a marca de 51 vitórias de Alain Prost. "As estatísticas não me deixam ansioso, mas seria um hipócrita se não admitisse que a simples hipótese de conquistar aqui minha 51ª vitória me deixa muita feliz", comentou o alemão.Futuro - A prova de Hockenheim deve oficializar algumas relações para a próxima temporada. É provável, por exemplo, que a McLaren confirme Mika Hakkinen e David Coulthard como os seus pilotos em 2002. Assim como a Ford deve anunciar que a Arrows passará a correr com seus motores também, além da Jaguar, sua própria equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.