Honda anuncia que vai deixar a Indy

O futuro da Fórmula Indy está ameaçado. Nesta sexta-feira, durante o primeiro dia de treinos para o GP de Laguna Seca, a Honda anunciou oficialmente que deixará a categoria depois da temporada do ano que vem. Além dela, a Ford está perto do rompimento e na próxima semana, pode confirmar sua saída. Com isso, a Cart ficaria com apenas uma fornecedora de motor, a Toyota, que também já acena com a possibilidade de seguir o mesmo caminho das outras duas.A crise com as fornecedoras é resultado da decisão da Cart, anunciada na semana passada, de trocar os motores turbos pelos aspirados a partir do campeonato de 2003. ?Não teríamos tempo para desenvolver o motor aspirado e ainda trabalharmos com o turbo em apenas um ano. Essa mudança teria que ser para 2004?, justificou o vice-presidente da American Honda, Tom Elliott.Diante da decisão da Honda, a Cart soltou apenas um comunicado nesta sexta-feira lamentando a saída da montadora e garantindo que continua trabalhando para o crescimento da categoria.Segundo os dirigentes da Honda, outra razão para abandonar a categoria seria a ?falta de confiança? na Cart. Na verdade, a relação entre as duas partes está estremecida desde julho passado, quando a entidade obrigou as equipes a usarem um espaçador na base da válvula pop off dos carros, o que prejudicou a Honda. ?Estamos muito despontados por sair assim, mas não dá mais para voltar atrás?, garantiu Tom Elliott, lembrando que a montadora completará 10 anos na Indy em 2002.Os representantes da Honda também asseguraram que, por enquanto, não há nenhuma negociação para o fornecimento para a Indy Racing League (IRL), que é a principal concorrente da Cart e só utiliza motores aspirados. ?Não temos projetos em desenvolvimento para os Estados Unidos. Mas estamos abertos a fazer algo novo?, revelou o vice-presidente da montadora.A concorrência com a IRL está afetando gravemente a administração da Cart. Tanto que a mudança de turbo para aspirado já foi um reflexo disso. Pressionada pela Toyota, que havia anunciado que a partir de 2003 (quando estréia na IRL) só fabricará aspirados, a entidade que controla a Indy resolveu mudar suas regras.Apesar de ter vencido a batalha pelos aspirados, a Toyota quer as mesmas regulamentações nas duas categorias. Caso contrário, ficará apenas com a IRL. A Ford parece seguir o mesmo caminho da Honda, pois não vê tempo hábil para desenvolver um novo motor em tão pouco tempo ? ainda mais pelo fato de a CART não ter divulgado até agora quais serão as especificações técnicas a partir de 2003. Com isso tudo, a Indy corre o risco de ficar sem fornecedores depois da temporada de 2002.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2001 | 19h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.