Chris Trotman/AFP
Chris Trotman/AFP

Hunter-Reay vence na F-Indy e deixa Kanaan em segundo em Milwaukee

Hélio Castronves chegou a liderar a prova, mas terminou na 6.ª posição. Rubens Barrichello foi 10.º

AE, Agência Estado

16 de junho de 2012 | 18h36

MILWAUKEE - O norte-americano Ryan Hunter-Reay levou a melhor na disputa com o brasileiro Tony Kanaan e venceu neste sábado a oitava etapa da temporada da Fórmula Indy, no oval de Milwaukee, nos Estados Unidos. O piloto do Brasil chegou a lutar pela vitória, mas terminou a corrida na segunda colocação.

Os outros dois brasileiros da categoria também tiveram bom resultado. Hélio Castronves chegou a liderar a prova, mas terminou na sexta posição. E Rubens Barrichello, que teve a sua melhor colocação no grid de largada em sua temporada de estreia na Indy (terceiro), ficou em 10º na corrida.

A corrida deste sábado teve seu início atrasado por causa da chuva, mas não demorou muito para os pilotos irem para a pista. Atual tricampeão da Indy, o escocês Dario Franchitti largou na pole position, mas não conseguiu completar a prova, ao perder o controle do seu carro e bater.

Hunter-Reay largou na segunda colocação e soube se manter entre os líderes para conseguir a sua sexta vitória na carreira na Indy. "Foi umas corridas com mais exigência física que já tive. Estava sempre no limite", comemorou o norte-americano, que já tinha vencido em Milwaukee em 2004.

Líder do campeonato, o piloto australiano Will Power conseguiu apenas a 12ª colocação na etapa de Milwaukee, depois de ter largado em 14º lugar - perdeu 10 posições no grid, por causa de uma punição por troca de motor. Mesmo assim, ele se manteve na primeira colocação da temporada.

A próxima etapa da temporada da Indy acontece já no sábado que vem, no circuito de Iowa, também nos Estados Unidos, completando a sequência de cinco provas em cinco fins de semana consecutivos, que incluiu as 500 Milhas de Indianápolis e as corridas em Detroit, Texas e agora Milwaukee.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.