Iate de Briatore é apreendido por acusação de evasão

A polícia italiana revelou nesta sexta-feira que Flávio Briatore, ex-chefe da equipe Renault na Fórmula 1, está sendo investigado por suposta evasão fiscal, relativa a compra de um iate.

AE-AP, Agência Estado

21 de maio de 2010 | 14h41

A polícia fiscal italiana disse nesta sexta-feira que apreendeu o iate "Force Blu", que estava no porto de La Spezia, na sequência de uma investigação sobre a falta do pagamento de 4,8 milhões de euros relativos ao imposto sobre valor agregado e ao imposto de combustível do iate.

Dois funcionários da Autumm Sailing Ltd., empresa que aluga iates, com sede nas Ilhas Virgens Britânicas também estão sob investigação.

A polícia disse que as denúncias decorrem do fato de que, nos termos da regras fiscais italianas, a utilização de um barco de propriedade estrangeira dentro das águas europeias obriga o pagamento de impostos sobre o uso de combustível.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.