Incêndios cancelam GP de Fontana na Cart

O GP de Fontana, prova que encerraria domingo a temporada da Cart, foi cancelado oficialmente nesta quarta-feira por causa dos incêndios florestais que atingem o Estado norte-americano da Califórnia, inclusive a região de San Bernardino, onde está localizado o California Speedway. A administração do autódromo inicialmente havia proposto o adiamento da corrida, mas o presidente da Cart, Chris Pook, confirmou o cancelamento em nota divulgada no site oficial da entidade. A Cart insistia em fazer a corrida, mas Bill Muller, administrador do autódromo, optou por atender à recomendação do governo da Califórnia de não realizar o GP neste fim de semana. Inicialmente, optou por um adiamento. "Os incêndios estão se propagando. O fogo está a aproximadamente 5 milhas (cerca de 8 quilômetros) do autódromo??, disse Muller. Ele explicou que, além da proximidade do fogo, a qualidade do ar, os problemas de transporte dos carros, dos integrantes das equipes e dos interessados em ver a corrida, e todos os aspectos relativos à segurança foram levados em consideração na decisão. A direção da Cart, no entanto, não se deu por vencida facilmente. Cogitou em levar a prova para o oval de Phoenix, no Arizona - administrado pelo grupo que dirige o oval californiano - ou até realizá-la em Fontana em qualquer dia da próxima semana. Mas acabou decidindo pelo cancelamento. "Insistimos apenas com a intenção de esgotar todas as opções para fazer a corrida e dar um final apropriado à temporada. A Cart lamenta que o evento tenha sido cancelado??, disse Pook. Desta forma, a Cart termina de maneira melancólica uma temporada onde, literalmente, a empresa "quebrou?? financeiramente. Recentemente, o controle da companhia foi vendido para um grupo formado por donos de equipes, que pretendem dar uma "nova cara?? à categoria a partir de 2004. O campeonato já estava decidido em favor do canadense Paul Tracy, com 226 pontos nas 18 etapas realizadas. O cancelamento assegura o vice-campeonato ao brasileiro Bruno Junqueira, que com 199 pontos poderia ser ultrapassado pelo mexicano Michel Jourdain Jr., que fez 195.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.