Índia pode encerrar F1 se prova do Bahrein voltar ao calendário

BARCELONA - O Grande Prêmio da Índia de Fórmula 1 pode deixar o mês de outubro e ser colocado como o último da temporada, em dezembro, se a prova do Bahrein for novamente incluída no calendário deste ano, disse o principal executivo da modalidade, Bernie Ecclestone, nesta sexta-feira.

ALAN BALDWIN, REUTERS

20 de maio de 2011 | 16h51

O GP do Brasil, em 27 de novembro, atualmente é o último do calendário, mas pode ser sucedido pela prova na Índia.

"Sim, estamos analisando essa possibilidade", disse Ecclestone antes do GP Espanha de domingo, quando perguntado sobre a possibilidade da mudança de data, com o Barein tomando o dia 30 de outubro, atualmente reservado à Índia.

"Tudo é possível. Nós poderíamos sim (mudar a corrida em Nova Délhi para o fim da temporada)", acrescentou. "Ainda não estou certo sobre o que vamos fazer, ainda está tudo em aberto. Veremos se haverá prova no Bahrein."

O primeiro Grande Prêmio da Índia deve acontecer em um circuito próximo à cidade de Nova Délhi, enquanto as corridas em Abu Dabi e em Interlagos são as duas últimas do calendário.

A prova no Barein deveria abrir a temporada em 13 de março, mas a corrida foi adiada por conta dos protestos populares contra o governo e dos conflitos com as forças policiais que mataram ao menos 29 pessoas desde que as manifestações começaram em fevereiro.

O monarca do reino do Golfo disse neste mês que o estado de emergência decretado em março depois que tropas lideradas pela Arábia Saudita chegaram para conter os protestos seria encerrado no dia 1.º de junho - dois dias antes do prazo final sobre a decisão sobre reagendar a prova.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.