Índia quer GP de Fórmula 1 a partir de 2009

As esperanças da Índia de receber uma corrida de Fórmula 1 a partir de 2009 ganharam um novo incentivo nesta quarta-feira, quando a ministra-chefe de Nova Délhi, Sheila Dixit, defendeu a idéia de realizar uma corrida na rua, como acontece em Mônaco."Se vier para a Índia, o que espero que aconteça, eu realmente receberia muito bem", disse Sheila após reunião com o empresário indiano Vijay Mallya, dono da Kingfiher Airlines, empresa que é a nova patrocinadora da equipe Toyota."Certamente é viável. Tivemos uma reunião extremamente positiva com a ministra-chefe, que está apoiando totalmente a idéia", afirmou Mallya. "Uma das áreas que acreditamos que seria bonito e tem enorme valor é ao redor do Portão da Índia", acrescentou o empresário.O piloto alemão Ralf Schumacher, em visita à Índia para o anúncio do novo patrocinador da Toyota, gostou da idéia de uma prova no país. "Pelo que presenciei, será um grande evento. Estou animado para isso e espero que realmente aconteça."Chefe comercial da Fórmula 1, o inglês Bernie Ecclestone deseja ampliar o alcance da categoria na Ásia e já prometeu uma corrida para a Coréia do Sul a partir de 2010. Cingapura também tenta uma prova de rua.A Índia, com a economia em desenvolvimento e mais de 500 milhões de pessoas com menos de 20 anos, é uma forte candidata. O país teve o piloto Narain Karthikeyan correndo na Fórmula 1 em 2005. Atualmente, ele é piloto de testes da Williams.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.