Indianápolis: brasileiros tentam pole

Depois de seis dias de treinos intensos, Indianápolis tem neste sábado o seu "Pole Day?, que apontará o pole position para a 85ª edição das 500 Milhas - prova que acontece no dia 27. Quatro brasileiros (Gil de Ferran, Hélio Castro Neves, Aírton Daré e Felipe Giaffone) participarão do treino, que define a formação grid por meio de um complexo sistema.Nas 500 Milhas, não basta apenas fazer a volta mais rápida para ficar com a pole. Isso porque cada piloto tem direito a três tentativas de obter tempo, de quatro voltas cada. Ao final do treino, é tirada a média das quatro melhores voltas de cada competidor. Com base nessa média, forma-se o grid.Além do pole, que já garante um cheque de US$ 110 mil ao piloto, mais 19 das 33 posições no grid serão definidas neste sábado. As 13 restantes estarão em jogo numa espécie de repescagem, a partir de domingo. No entanto, mesmo que um piloto venha a fazer um tempo melhor do que o obtido pelo pole, só poderá alinhar a partir da 21ª primeira posição.Apenas um brasileiro - Émerson Fittipaldi, em 1990 - já sentiu o gosto de ser pole em Indianápolis. A sessão deste sábado irá das 13h30 às 20 horas, pelo horário brasileiro. A chuva pode atrapalhar os treinos.A pole deve ficar com um dos pilotos que utilizam chassis Dallara. Dos brasileiros, Gil e Helinho correm com Dallara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.