Chris Keane/Reuters - 27/03/2010
Chris Keane/Reuters - 27/03/2010

Indiano diz ter acertado com a HRT para correr na Fórmula 1 em 2011

'Sempre disse que meu tempo na F1 não tinha acabado', afirma Narain Karthikeyan

AE, Agência Estado

06 de janeiro de 2011 | 17h11

MADRI - O piloto indiano Narain Karthikeyan revelou nesta quinta-feira que acertou seu retorno à Fórmula 1, cinco anos depois da primeira passagem. Ele disse ter fechado contrato para a próxima temporada com a equipe HRT (Hispania), a mesma que teve o brasileiro Bruno Senna no ano passado.

Senna ainda não tem vaga garantida na temporada 2011 da F1. Mas pode continuar na própria Hispania, que planeja fazer um comunicado oficial sobre seus pilotos apenas nesta sexta-feira - a equipe ainda não confirmou nem o acerto com Karthikeyan.

Apesar do silêncio da direção da equipe, Karthikeyan já comemora o acerto. "Estou de volta à Fórmula 1 em 2011. Assinei contrato para correr pela Hispania. Sempre disse que meu tempo na Fórmula 1 não tinha acabado e agora cumpri essa promessa", disse o piloto, através do Twitter.

Aos 33 anos, Karthikeyan disputou a temporada de 2005 da F1, pela antiga equipe Jordan. Nos dois anos seguintes, foi piloto de testes da Williams. Depois disso, se afastou da categoria. Agora, volta justamente quando acontecerá a primeira edição do GP da Índia - a prova estreia no calendário agora em 2011, no dia 30 de outubro.

Na temporada passada, a Hispania já contou com outro piloto indiano, Karun Chandhok, que, ao longo do campeonato, fez uma espécie de rodízio com o japonês Sakon Yamamoto e o austríaco Christian Klien como companheiro de Bruno Senna na equipe.

Além da Hispania, apenas duas equipes ainda não definiram a dupla de pilotos para a próxima temporada da F1: Force India e Toro Rosso - as outras 10 já estão com as vagas preenchidas. O campeonato de 2011 começa no dia 13 de março, no Bahrein.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.