Indy: a sexta-feira 13 de Tony Kanaan

Sexta-feira 13. Para os mais supersticiosos, sinal de azar. Mas, para Tony Kanaan não dava para ter mais azar do que ele já vinha tendo. Por isso, o piloto brasileiro comemorou muito o bom treino que fez nesta sexta-feira, quando foi o quarto mais rápido do dia na sessão livre para o GP de Toronto. Depois de ter sofrido acidentes nas últimas três etapas do Mundial de Fórmula Indy, ele acredita que, enfim, saiu da fase sem sorte.Na primeira sessão desta sexta-feira, de manhã, nas ruas de Toronto, Tony tinha conseguido o terceiro lugar (59s223), atrás das duas Penske, dos brasileiros Gil de Ferran e Hélio Castro Neves. À tarde, ele melhorou sua marca (58s776), mas ficou com o quarto tempo do dia. "O carro está com um acerto bom. Senti até que dava para ir mais rápido, mas não quis gastar os pneus novos com que treinei", afirmou Kanaan, já prevendo uma boa performance no treino de classificação deste sábado, quando será definido o grid de largada para a prova de domingo.O fato é que Tony é muito supersticioso. Tem algumas manias estranhas, como só entrar no carro pelo lado esquerdo, além do costume de usar sempre a mesma cueca nas corridas. Ele, inclusive, creditava ao azar os acidentes que o tiraram das últimas etapas, em Detroit, Portland e Cleveland. Por isso, o bom treino numa Sexta-feira 13 lhe animou. "Não é coincidência. É um sinal", comemorou o piloto brasileiro.Além da superstição, Tony credita o resultado do treino, e quem sabe o fim da má fase, ao trabalho desenvolvido no carro durante a folga do calendário do Mundial. Como a última etapa, em Cleveland, aconteceu 15 dias atrás, os engenheiros da Mo Nunn Racing puderam trabalhar com tranquilidade na sede em Indianápolis. "Agora, o clima na equipe está bem mais calmo. O tempo foi bom para acertar algumas coisas", revelou o brasileiro.Apesar de não ter pontuado nas últimas três etapas, Tony tem 34 pontos no Mundial de Fórmula Indy e está na 13ª colocação. Como faltam 12 provas para o final do campeonato, ele acredita que ainda dá para encostar nos líderes - o sueco Kenny Brack está em primeiro lugar, com 84 pontos. Principalmente, se a maré de sorte virou mesmo para o seu lado nesta Sexta-feira 13.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.