Indy: começa temporada nos ovais

Depois do cancelamento do GP do Texas, a F-Indy deve finalmente dar início à sua temporada em circuitos ovais no próximo domingo, com a realização do GP de Nazareth, que de quinta passou para a terceira etapa do campeonato, já que a Rio 200 também foi cancelada.Nazareth é uma pista curta de pouco mais de 1,5 quilômetro (na realidade um trioval, pois tem três curvas) e, pelo menos em relação à segurança, o risco de não ocorrer a corrida é praticamente inexistente."Esse é um circuito muito bom de pilotar, porque é preciso dirigir e não apenas enfiar no pé no acelerador. E os pilotos mais técnicos gostam disso??, diz Cristiano da Matta, líder da classificação, com 37 pontos. Livres da tontura provocada pela ação da gravidade no Texas Motor Speedway, os pilotos terão como maior problema o acerto dos carros para a pista. No entanto, a maioria das equipes diz ter bom acerto, com base em treinos realizados na pré-temporada em diferentes circuitos ovais.Até quem não treinou neste tipo de pista aposta num bom acerto. É o caso do brasileiro Tony Kanaan, da Mo Nunn, que no ano passado largou e chegou em oitavo lugar em Nazareth, depois de liderar boa parte das 225 voltas e perder posições em um pit stop equivocado. "Minha equipe sempre teve um bom acerto para os ovais??, disse Kanaan. "E costumo andar bem aqui, apesar de não ser um de minhas pistas preferidas.?? O brasileiro Bruno Junqueira, da Chip Ganassi, foi um dos poucos a treinar no Nazareth Speedway recentemente. Ele esteve na pista dez dias atrás, ao lado dos outros três estreantes na categoria (Nicolas Minassian, francês da Chip Ganassi; Tora Takagi, japonês da Walker; e Scott Dixon, neozelandês da PacWest) em treinos marcados pela Cart para que os "rookies?? pudessem ser adaptar aos circuitos ovais. "Gostei da pista, é muito desafiadora. O piloto não fica sempre com o pé embaixo. É preciso usar o freio, guiar??, afirmou. Bruno. Minassian fez apenas um comentário sobre o oval: "É muito difícil??.A corrida em Nazareth, porém, pode ser realizada pela última vez.Comenta-se que a intenção da Cart, entidade que dirige a F-Indy, é retirar a prova do campeonato a partir do próximo ano.Vitória histórica - Para os brasileiros, a prova na "terra dos Andretti?? - a família de Michael Andretti mora perto do Nazareth Speedway -, traz boas recordações. No ano passado, Gil de Ferran venceu e Maurício Gugelmin, da PacWest, chegou em segundo. A vitória de Gil foi histórica, pois representou o 100.º triunfo da Penske na F-Indy.Em 2000, porém, o GP de Nazareth não foi realizado na data inicialmente marcada, 9 de abril. Isso porque nevou na região do autódromo é a prova foi transferida para 27 de maio. Este ano, segundo a meteorologia, a neve não ameaçará o GP, até pela época em que ele foi marcado, primavera nos Estados Unidos. Hoje, a temperatura na região atingiu 26.º ao meio-dia.Redução da velocidade - O cancelamento do GP do Texas deve ter conseqüências técnicas para a categoria. Na noite de segunda-feira, Joseph Heitzler, presidente da Cart, admitiu em entrevista a rede de TV ABC que a entidade vai estudar a redução da velocidade de seus carros. Ainda não se sabe como isso será feito nem quando as medidas, se aprovadas, entrarão em vigor. O mais provável, porém, é que qualquer mudança seja feita para a próxima temporada. A intenção inicial dos dirigentes é mexer na aerodinâmica dos carros e não na potência dos motores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.