Indy corta dois dias de treinos para as 500 milhas de 2009

Motivo, segundo a organização da prova, é a crise econômica que atinge principalmente os Estados Unidos

AP

18 de janeiro de 2009 | 14h35

A Indy Racing League (IRL) - organizadora da Fórmula Indy - anunciou o corte de dois dos 17 dias de treinos para as 500 milhas de Indianápolis deste ano para economizar dinheiro.Veja também: Will Power substitui Helinho na Penske, diz jornalOutras das 16 corridas da temporada 2009 também devem cortar sessões de treinos livres. A mudança é "uma clara resposta aos momento da economia", disse John Griffin, assessor da IRL, ao Indianapolis Star no sábado.Os treinos para a corrida de 24 de maio começam em 6 de maio, um dia depois em relação ao ano passado. Após os dois primeiros dias de classificação para a prova, em 9 e 10 de maio, a pista vai ficar fechada por três dias, contra dois de antes.Os treinos livres, então, se resumirão aos dias 14 e 15 de maio com a classificação final para a prova em 16 e 17. A pista volta a ficar fechada até o último treino, chamado de Carburetion Day, no dia 22, dois dias antes da corrida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.